Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/03/20 às 16h46 - Atualizado em 2/03/20 às 16h56

Sobre o GDF Presente

COMPARTILHAR

 

No dia 4 de janeiro de 2019, o Governo do Distrito Federal lançou o Programa SOS-DF com o objetivo de promover ações emergenciais por meio de forças-tarefa para solucionar de forma imediata os problemas nas cidades do Distrito Federal. Nos primeiros 100 dias do governo, o programa executou 55.500 ações em todas as regiões administrativas.

 

Foram feitos serviços de tapa-buraco, poda de grama e árvore, desentupimento de bocas de lobo e redes de água pluvial e de esgoto, roçagem, recapeamento, pintura de sinalização nas pistas, instalação de quebra-molas e meios-fios, recuperação de parques infantis, iluminação pública, entre outros.

 

O programa contou com a participação de vários órgãos de governo, que cederam mão de obra, matéria-prima e equipamentos. Todo o trabalho recebeu o reforço dos reeducandos do sistema penitenciário, por meio da Sesipe (Subsecretaria do Sistema Penitenciário), ligada à Secretaria de Segurança Pública.

 

O Programa GDF Presente foi iniciado em 13 de maio seguinte e tem seu eixo de atuação baseado nos resultados do SOS DF. Coordenado pela Secretaria de Governo, por meio da Secretaria Executiva das Cidades, o programa deu continuidade às ações do SOS DF, realizando obras para recuperação e melhoria da infraestrutura das cidades e do seu patrimônio público.

 

A sua marca é a atuação integrada de órgãos públicos como a CEB, a Caesb, a Novacap, o DER/DF, o SLU, o Detran/DF, o DF Legal, em parceria com as Administrações Regionais.

 

Visando eficiência em sua execução o GDF Presente foi dividido em oito polos, sete na área urbana e um na rural, cada um responsável por um grupo de cidades. Esses polos são equipados com máquinas e homens aptos a atender, com rapidez e agilidade, às demandas do cidadão, que chegam por meio das ouvidorias ou das administrações regionais.

 

De acordo com cronograma pré-estabelecido, os maquinários a serem utilizados (recapeamento, retirada de lixo/entulho, poda de árvores, desentupimento de bocas de lobo, etc.) ficam em pontos rotativos de uma Administração por uma semana para execução das obras. Em seguida, outra cidade do mesmo polo recebe as equipes que darão continuidade às atividades.

Ao proporcionar uma assistência conjunta e simultânea de vários órgãos, o programa fortalece as Administrações Regionais na medida que são dotadas de condições para atender as demandas da população com maior rapidez e eficiência.

 

Com o intuito de permanecer nas cidades até que todas as solicitações tenham sido resolvidas, o GDF Presente não tem prazo para encerrar os serviços.

 

No dia 4 de janeiro de 2019, o Governo do Distrito Federal lançou o Programa SOS-DF com o objetivo de promover ações emergenciais por meio de forças-tarefa para solucionar de forma imediata os problemas nas cidades do Distrito Federal. Nos primeiros 100 dias do governo, o programa executou 55.500 ações em todas as regiões administrativas.

 

Foram feitos serviços de tapa-buraco, poda de grama e árvore, desentupimento de bocas de lobo e redes de água pluvial e de esgoto, roçagem, recapeamento, pintura de sinalização nas pistas, instalação de quebra-molas e meios-fios, recuperação de parques infantis, iluminação pública, entre outros.

 

O programa contou com a participação de vários órgãos de governo, que cederam mão de obra, matéria-prima e equipamentos. Todo o trabalho recebeu o reforço dos reeducandos do sistema penitenciário, por meio da Sesipe (Subsecretaria do Sistema Penitenciário), ligada à Secretaria de Segurança Pública.

 

O Programa GDF Presente foi iniciado em 13 de maio seguinte e tem seu eixo de atuação baseado nos resultados do SOS DF. Coordenado pela Secretaria de Governo, por meio da Secretaria Executiva das Cidades, o programa deu continuidade às ações do SOS DF, realizando obras para recuperação e melhoria da infraestrutura das cidades e do seu patrimônio público.

 

A sua marca é a atuação integrada de órgãos públicos como a CEB, a Caesb, a Novacap, o DER/DF, o SLU, o Detran/DF, o DF Legal, em parceria com as Administrações Regionais.

 

Visando eficiência em sua execução o GDF Presente foi dividido em oito polos, sete na área urbana e um na rural, cada um responsável por um grupo de cidades. Esses polos são equipados com máquinas e homens aptos a atender, com rapidez e agilidade, às demandas do cidadão, que chegam por meio das ouvidorias ou das administrações regionais.

 

De acordo com cronograma pré-estabelecido, os maquinários a serem utilizados (recapeamento, retirada de lixo/entulho, poda de árvores, desentupimento de bocas de lobo, etc.) ficam em pontos rotativos de uma Administração por uma semana para execução das obras. Em seguida, outra cidade do mesmo polo recebe as equipes que darão continuidade às atividades.

Ao proporcionar uma assistência conjunta e simultânea de vários órgãos, o programa fortalece as Administrações Regionais na medida que são dotadas de condições para atender as demandas da população com maior rapidez e eficiência.

 

Com o intuito de permanecer nas cidades até que todas as solicitações tenham sido resolvidas, o GDF Presente não tem prazo para encerrar os serviços.