Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
11/12/23 às 15h07 - Atualizado em 11/12/23 às 15h07

Viaduto do Itapoã/Paranoá vai ganhar passarela de pedestres e ciclovia

Em visita ao local, a governadora em exercício Celina Leão também anunciou projeto de iluminação da via. Pavimentação da DF-456, no Núcleo Rural Boqueirão, também foi vistoriada

Ian Ferraz, da Agência Brasília | Edição: Vinicius Nader

 

Em fase final de construção, o viaduto do Itapoã/Paranoá vai ganhar uma passarela para facilitar a travessia de pedestres e também ciclovia e iluminação. As benfeitorias foram anunciadas pela governadora em exercício Celina Leão durante visita à estrutura nesta sexta-feira (8). Ela também vistoriou os últimos ajustes da obra de pavimentação do Núcleo Rural Boqueirão, na DF-456.

As novas obras vão complementar a do viaduto, que conta com R$ 33 milhões de investimento. Nesta semana, a passagem superior da estrutura foi liberada para os veículos, e agora o governo concentra os trabalhos na conclusão dos acessos e na parte inferior da obra de arte.

Mais de 30 mil motoristas serão beneficiados | Fotos: Renato Alves/Agência Brasília

O viaduto deve solucionar os recorrentes congestionamentos na região e melhorar o deslocamento dos motoristas de Planaltina, Paranoá e Itapoã em direção ao Lago Norte e Varjão. Diariamente, mais de 30 mil motoristas passam pela região.

“Estamos mudando a vida das pessoas trazendo aquilo que é tanto falado pela população, que é a questão da mobilidade. Criamos, com essas grandes obras, novas formas de se chegar à região Norte”, disse Celina Leão. “Faremos essa passarela no viaduto, com acessibilidade também para bicicleta, e a iluminação”, acrescentou a governadora em exercício.

Atualmente, a travessia de pedestres na região é feita através de semáforos e faixas de pedestres. Responsável pela obra, o Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF) vai atualizar o projeto da passarela para poder licitá-la no próximo ano. “Ela facilita tudo isso, porque as pessoas vão passar por cima do viaduto para cruzar de um lado para o outro. Essa travessia já existe, é segura, mas será reforçada”, acrescenta o presidente do DER-DF, Fauzi Nacfur Junior.

O empresário Fernando Luis: ” Antes da liberação do viaduto o trânsito estava pesado, mas esse acesso na parte de cima já adiantou muito”

As benfeitorias vão contar com apoio de emenda parlamentar da deputada distrital Jane Klebia, que acompanhou a visita. “Isso é um olhar do governo muito especial para a população porque a obra de infraestrutura fica muito bonita, tudo repaginado, mas e o conforto do povo? A população quer a passarela, quer a ciclovia, é uma complementação importante”, acrescenta o secretário de Governo, José Humberto Pires de Araújo.

Quem mora na região observa que o trânsito está melhor com a liberação parcial do viaduto, e comemora o anúncio da ciclovia e das demais benfeitorias. “Com certeza já melhorou, né? E, agora, com o anúncio da ciclovia, vai melhorar ainda mais. Tudo o que vem para melhorar a cidade é muito bem-vindo. Antes da liberação do viaduto o trânsito estava pesado, mas esse acesso na parte de cima já adiantou muito”, observa o empresário Fernando Luis, 47 anos.

A dona de casa Francisca Gomes de Freitas mora na região há mais de 20 anos e comemora as obras

Moradora da região há mais de duas décadas, a dona de casa Francisca Gomes de Freitas, 56 anos, notou a transformação da região com os investimentos do governo. “Essas mudanças vão ser boas para nós. Aqui tem um fluxo grande de carros por conta dos condomínios, e eu que atravesso a pé para o Paranoá, andando muito, vai ficar melhor o acesso. Precisamos disso, moro aqui há muito tempo e já passamos muitos perrengues”, comenta.

Visita à pavimentação do Núcleo Rural Boqueirão

Depois de vistoriar o viaduto do Itapoã/Paranoá, a governadora em exercício Celina Leão foi até outra obra, a de pavimentação do Núcleo Rural Boqueirão. São 6 km de asfalto na DF-456, que liga a DF-001 à DF-250, com um investimento de R$ 15 milhões.

O local passa pelos últimos ajustes antes de ser finalizado. Nessa frente, o GDF vai beneficiar cerca de 10 mil motoristas diariamente. “Essa obra libera para o pessoal que vem da região de Planaltina cortar caminho para chegar no Plano Piloto sem precisar ir lá na obra do viaduto. São obras complementares, essa e a do viaduto”, explica Fauzi Nacfur Junior.