Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/11/20 às 7h00 - Atualizado em 26/11/20 às 7h01

Rota do Cavalo ganha passarela para travessia de animais

COMPARTILHAR

Estrutura vai evitar que quem anda a cavalo pela região compartilhe a rodovia com automóveis que trafegam em alta velocidade

 

Moradores e frequentadores da região. Um dos grandes benefícios dela é que quem anda a cavalo não precisa mais cruzar a rodovia por onde veículos trafegam em alta velocidade, evitando, assim, eventuais acidentes.

 

A passarela tem aproximadamente 10 metros de comprimento por 2 metros de largura, é segura, tem guarda-corpos e uma boa base de madeira e sustentação | Foto: Divulgação/DER-DF

Todo o serviço de construção da estrutura ficou a cargo do Departamento de Estradas e Rodagem do Distrito Federal (DER-DF). A passarela tem aproximadamente 10 metros de comprimento por 2 metros de largura, é segura, tem guarda-corpos e uma boa base de madeira e sustentação.

 

“Era um risco para os cavaleiros e quem anda a cavalo passar pela rodovia, compartilhando o mesmo espaço com os veículos. Com esta obra damos mais segurança a todos. Fizemos também a trilha equestre, segura a todos”, explica Fauzi Nacfur, diretor-geral do DER-DF.

 

O trabalho foi feito pelos servidores do DER-DF, inclusive com materiais que o órgão dispunha em seu parque de serviços. Além da construção da passarela, foram executados 13 km de patrolamento na região, o que vai permitir um melhor tráfego e desenvolvimento turístico. “É uma obra direta, feita pelos servidores do órgão. Aproveitamos materiais e estruturas de qualidade. Uma ponte totalmente segura”, acrescenta Fauzi Nacfur.

 

Turismo rural

Criada há cerca de 30 anos, a Rota do Cavalo nasceu a partir da união de esforços de empreendedores em torno da consolidação da região como destino turístico rural. O Governo do Distrito Federal (GDF) reconhece a importância desta região e não tem economizado esforços em obras, melhorias e em atender às demandas dos moradores, seja com a pavimentação asfáltica, seja com reforço na iluminação.

 

Em julho, a DF-440 ganhou um trecho de 1,5 km de asfalto, o que permitiu tanto ao morador da Rota do Cavalo quanto aos residentes de condomínios do Paranoá e no Itapoã utilizarem o trajeto para irem e voltarem do Plano Piloto encurtando o trajeto. Mais recentemente, em outubro, foi a vez de a iluminação chegar ao local com a instalação de 73 postes.

 

IAN FERRAZ, DA AGÊNCIA BRASÍLIA* | EDIÇÃO: FREDDY CHARLSON