Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
6/11/23 às 17h19 - Atualizado em 6/11/23 às 17h19

Rede de saúde recebe 65 bisturis elétricos para centros cirúrgicos

Investimento de R$ 1 milhão visa garantir força-tarefa da pasta voltada, especialmente, a operações eletivas. Itens foram distribuídos a 12 hospitais

Agência Brasília* | Edição: Igor Silveira

 

Com o intuito de aprimorar as salas cirúrgicas dos hospitais da rede e oferecer maior segurança aos pacientes e profissionais, o governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Secretaria de Saúde (SES-DF), adquiriu 65 novos bisturis elétricos. Com investimento de R$ 1 milhão, os equipamentos foram entregues, nesta segunda-feira (6), em 12 unidades hospitalares e serão utilizados em centros cirúrgicos, obstétricos e ambulatórios para pequenas operações.

O GDF fez um investimento de R$ 1 milhão para adquirir os equipamentos | Foto: Kamila Rodrigues/Agência Saúde-DF

Os bisturis elétricos são aparelhos capazes de realizar cortes e coagulação de tecidos por meio da aplicação de corrente elétrica de alta frequência (KHz ou MHz), o que resulta em aquecimento local instantâneo e controlado. “A substituição dos equipamentos garante a continuidade da força-tarefa cirúrgica em andamento pela SES-DF”, explica a Referência Técnica Distrital (RTD) de Cirurgia-Geral, Caroline Mendes.

A ação pretende melhorar as condições da prestação do serviço à população, bem como sua eficiência, aumentando a confiabilidade no atendimento da rede. “A SES-DF está empenhada em fazer a substituição de aparelhos em situação de obsolescência”, garante o subsecretário de Infraestrutura, Leonidio Neto.

Inovação

Vários hospitais da rede já sentem a diferença com a chegada de diversos novos equipamentos. Em julho deste ano, foram entregues 64 aparelhos de anestesia a dez unidades, com um investimento de cerca de R$ 18 milhões, provenientes de emendas parlamentares.

Os bisturis elétricos foram entregues em 12 unidades hospitalares e serão utilizados em centros cirúrgicos, obstétricos e ambulatórios para pequenas cirurgias | Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

A SES-DF também distribuiu 32 aparelhos de raios-X digitais portáteis para hospitais, com um custo de quase R$ 17 milhões. Esses equipamentos móveis permitem um atendimento mais ágil a pacientes com dificuldades ou falta de locomoção. No Hospital Regional de Ceilândia (HRC), por exemplo, que recebeu cinco unidades, as máquinas ajudam a atender uma demanda média de cerca de sete mil exames mensais.

A área de dermatologia também recebeu reforços, com um investimento da SES-DF de mais de R$ 268 mil em 54 cabines de fototerapia. Esse tratamento é utilizado principalmente em recém-nascidos com icterícia, mas também pode ser indicado para condições como psoríase, urticária crônica, dermatite atópica, vitiligo ou eczema.

”Estamos investindo para modernizar os hospitais e o Parque Tecnológico da rede pública. Tivemos cerca de R$ 30 milhões em aquisições somente em 2023. São mais de 700 itens”, aponta a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio.

*Com informações da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF)