Governo do Distrito Federal
19/01/22 às 14h35 - Atualizado em 19/01/22 às 14h36

Quase 400 pneus recolhidos pelas ruas do Recanto das Emas

Ação do GDF Presente foi executada em locais que podem servir de criadouros do mosquito da dengue

Com as fortes chuvas que atingiram o DF na primeira semana deste mês, as administrações redobraram os cuidados para evitar que a água fique parada. O empenho é questão de saúde pública, porque o acúmulo de água facilita a proliferação do mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti. No Recanto das Emas, o GDF Presente fez a limpeza da cidade, ação que resultou no recolhimento de 370 pneus em dez quadras.

Pneus espalhados pelas ruas da cidade foram retirados: menos focos do mosquito da dengue| Fotos: GDF Presente

“Nesse período chuvoso, pneus expostos ao tempo são excelentes criadouros para formas imaturas do transmissor potencializam a explosão populacional desses vetores”, explica a gerente de Vigilância das Doenças Transmissíveis da Secretaria de Saúde, Kenia Cristina de Oliveira. “O recolhimento de materiais rodantes e o acondicionamento adequado, garantindo que permaneçam completamente secos, é uma ação de extrema importância que impacta na redução de transmissão de arboviroses [doenças, como a dengue, em que o vírus é transmitido por um vetor].”

Para garantir a eficácia dos serviços executados pelo Governo do Distrito Federal (GDF), é importante que a população limpe seus lotes e casas, para eliminar a possibilidade de aparecimento de criadouros do Aedes aegypti – que também transmite a febre amarela.  É o que lembra a professora do Centro de Ensino Fundamental 101 do Recanto das emas, Maria Cristina de Jesus, 44 anos.

Equipes também retiraram toneladas de lixo verde e entulho

“Não adianta somente governo fazer as ações”, alerta ela, que mora no Recanto das Emas há mais de 20 anos. “Nós, os moradores, também temos que fazer a nossa parte, limpando o quintal, verificando os ralos, higienizando os ambientes, cuidando dos potes de água e dando sempre uma boa olhada nas nossas casas”.

A professora conta que tem acompanhado as ações do governo na cidade: “Durante as minhas caminhadas diárias, eu observo muito a cidade, ainda mais agora que estou de férias. O Recanto está bem limpo, mas até as calçadas e árvores estão bem-cuidadas. A gente vê que existe uma atenção e um trabalho de manutenção nos espaços públicos”.

O administrador do Recanto das Emas, Carlos Dalvan, endossa: “A participação do GDF Presente é fundamental para manter os serviços de conservação da cidade, como o recolhimento de pneus e inservíveis espalhados pelas ruas”.  Localizada a pouco mais de 25 km da Rodoviária do Plano Piloto, a cidade tem uma população de mais de 145 habitantes, de acordo com os dados da Pesquisa Distrital por Amostras de Domicílio (Pdat) de 2015. O estudo é feito pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan).

Recolhimento de entulho

As ações de limpeza no Recanto das Emas incluíram também o recolhimento de galhos, inservíveis e lixo verde da cidade. Foram retiradas 78.400 toneladas de entulho das quadras 111, 115, 116, 302, 309, 406 e 600.

Foram utilizados diferentes tipos de caminhões para o serviço

O trabalho contou com uma equipe de 30 pessoas. O maquinário utilizado envolveu três caminhões basculantes trucados, um caminhão toco (veículo semipesado que possui quatro pontos de contato com o solo e dois eixos – um frontal e um traseiro), um caminhão pipa, um caminhão Munck (guindaste articulado) e um caminhão carroceria, além de uma pá carregadeira.

“A parceria entre o GDF Presente e a administração do Recanto das Emas resulta em uma cidade mais limpa e melhor para a comunidade”, avalia o coordenador do Polo Sul do GDF Presente, Carlos Alberto Alves dos Santos. “Na próxima etapa, estaremos em Água Quente, uma área rural que precisa de um reforço para melhorar as condições das ruas, que sofrem com as chuvas.”