Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
30/10/23 às 12h10 - Atualizado em 30/10/23 às 12h10

Quadra 5 do Setor Comercial Sul de cara nova com obras do GDF

Estão sendo investidos R$ 7,5 milhões para a recuperação do pavimento e das calçadas, além da implantação de acessibilidade na região, que recebe diariamente 150 mil pessoas

Adriana Izel, da Agência Brasília | Edição: Vinicius Nader

 

Em 1995, quando a comerciante Ana Cláudia da Silva Moreira começou a trabalhar na Banca Amazonas, na Quadra 5 do Setor Comercial Sul (SCS), o movimento no bairro era intenso, o que auxiliava muito nas vendas. Com o passar dos anos, o espaço foi sendo abandonado e se deteriorando. A pandemia de covid-19 também piorou a situação com muitos prédios esvaziados devido ao trabalho remoto.

Diante desse cenário, ela até pensou em fechar o empreendimento. Só mudou de ideia quando viu o início das reformas do setor em meados de 2022 pelo Governo do Distrito Federal (GDF). “Estava pensando em desistir. Com essa obra, espero que volte a ser um espaço movimentado como era antes, porque o Setor Comercial Sul estava muito abandonado”, lembra.

Entre os benefícios gerados pela obra estão substituição de pedras portuguesas, implantação de piso com superfície antiderrapante e execução de calçadas | Fotos: Lúcio Bernardo Jr/ Agência Brasília

Animada, ela investiu em novos produtos e começou a vender sorvete e picolés. “Estamos muito felizes aqui e recebendo essa obra de bom grado. Pensando no futuro, fiz esse novo investimento. Tem tudo para melhorar”, declara.

Assim como Ana Cláudia reinventou o negócio, o GDF tem transformado o Setor Comercial, local por onde passam 150 mil pessoas diariamente e que faz ligação entre comércios, autarquias, W3 Sul e Estação Galeria do Metrô. Os trabalhos começaram nas Quadras 3 e 4 e, atualmente, se concentram na Quadra 5.

Só nesta última estão sendo investidos R$ 7,5 milhões para a recuperação do pavimento; execução de calçadas, rampas e escadas; substituição das pedras portuguesas; instalação de piso fulget (superfície porosa, áspera e antiderrapante indicada para áreas externas); e implantação do piso tátil e da nova sinalização.

Arte: Agência Brasília

“Essa é uma obra de requalificação urbana que está sendo feita por etapas. Em cada trecho passamos pela recuperação do pavimento flexível, colocação de pedras portuguesas e fulget, assentamento do mobiliário urbano”, revela o executor do contrato da Secretaria de Obras e Infraestrutura, Carlos Vieira.

Quem celebra a transformação é a vendedora Eliane Matos, 40 anos, que atua no SCS há três anos. “O piso estava ruim. Estava tudo quebrado e malfeito. Essa obra vai ajudar a melhorar o Setor Comercial Sul e, com certeza, as nossas vendas”, define.

Valorização

Eliane Matos: “Essa obra vai ajudar a melhorar o Setor Comercial Sul e, com certeza, as nossas vendas”

A transformação promovida pelo governo no SCS teve início na Quadra 3 em junho de 2022, com investimento de R$ 1,5 milhão. Em outubro do mesmo ano, o serviço se estendeu para a Quadra 4, também com investimento de R$ 1,5 milhão. As duas já tiveram os serviços concluídos. A Quadra 6 está em fase de elaboração de orçamento, edital e termo de referência.

Todos os serviços seguiram um padrão a partir de projetos elaborados pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) e executados pela Secretaria de Obras e Infraestrutura (SODF). Os trabalhos incluem recuperação da pavimentação, reforma das calçadas, escadas e rampas, nova sinalização vertical e horizontal, reorganização dos estacionamentos, paisagismo e mobiliário urbano.

Anteriormente, em setembro de 2021, o GDF reformou a Praça do Povo, localizada na Quadra 3, com investimento de R$ 1,5 milhão. O espaço ganhou novas calçadas, pista de skate, área para quiosques com acessibilidade e lâmpadas LED.