Governo do Distrito Federal
25/02/22 às 9h28 - Atualizado em 25/02/22 às 9h28

Programa do GDF marca presença no Parque da Asa Sul

Diversas intervenções do Reviva Parques estão previstas para dar mais conforto aos usuários da unidade de conservação

Na manhã desta quinta (24), o Parque Ecológico da Asa Sul recebeu uma visita técnica com o objetivo de planejar as ações a serem executadas pelo programa Reviva Parques, do Instituto Brasília Ambiental. Participaram também representantes das secretarias do Meio Ambiente (Sema) e de Governo (Segov), bem como do Instituto Ipoema, Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Novacap e Administração Regional da Asa Sul.

Unidade vai receber uma série de ações empreendidas por meio de parcerias | Foto: Divulgação/Brasília Ambiental

As intervenções serão coordenadas pelo Brasília Ambiental e pela Sema, com o apoio de vários órgãos do GDF. “O Parque da Asa Sul é um local muito querido pelos moradores da região, e por isso merece de nós toda atenção”, afirmou o secretário do Meio Ambiente, Sarney Filho. “Vamos fazer uma série de melhorias, assim como temos feito em outras 15 unidades, para dar mais conforto aos usuários”.

Entre as atividades previstas para a unidade de conservação, estão sinalização da coopervia e do parque, manutenção do cercamento e reservatório, revisão da rede elétrica, implantação de acesso ao pedestre, reestruturação de acesso de veículos e estacionamento, conservação dos plantios, podas de árvores que apresentam risco de queda e remoção de árvores caídas, reformas do circuito inteligente e dos pontos de encontro comunitário (PECs), entre outras melhorias.

“Estamos fazendo os últimos ajustes para começar o trabalho do Reviva Parques, que também conta com recursos de compensação ambiental, destinados para cá, e a ideia do governo é revitalizar esse espaço, entregá-lo de volta à comunidade para ter cada vez mais a frequência do público nessa unidade de conservação”, resumiu o secretário-executivo do Instituto, Thulio Moraes.

Programa

O Reviva Parques foi instituído pelo Decreto nº 41.865 e atua por forças-tarefas. Tem como objetivo estimular a formação de parcerias entre instituições públicas do DF, pessoas físicas, jurídicas e a sociedade civil organizada para a recuperação e manutenção das unidades de conservação (UCs) sob a gestão do Brasília Ambiental.

O Parque Ecológico da Asa Sul foi criado pelo Decreto nº 24.036/2003. Conta com uma área de 21,73 hectares, quadras poliesportivas, parquinho infantil, pergolados para sombreamento natural, pista de caminhada, aparelhos de circuito inteligente de ginástica, PEC, playground e o Bosque Rio+20, no qual já foram plantadas mais de 30 mil mudas do cerrado. Recebe centenas de visitantes por semana e está aberto diariamente das 6h às 20h.

*Com informações do Brasília Ambiental

Agência Brasília* | Edição: Chico Neto