Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
15/04/24 às 11h02 - Atualizado em 15/04/24 às 11h02

Planaltina recebe tenda de acolhimento para pacientes com dengue

Com capacidade para 150 atendimentos diários, espaço funcionará das 7h às 19h, ofertando desde a triagem e exames rápidos até salas para hidratação

Por Victor Fuzeira, da Agência Brasília | Edição: Vinicius Nader

 

O Governo do Distrito Federal (GDF) inaugurou, neste domingo (14), a tenda de acolhimento a pacientes com dengue de Planaltina. A instalação, localizada no estacionamento do Hospital Regional de Planaltina (HRPl), funcionará diariamente, das 7h às 19h, e conta com estrutura para todas as etapas de atendimento, da triagem a consultórios, farmácia e sala de hidratação.

É a quarta tenda inaugurada pelo GDF para reforçar o combate à epidemia da doença na capital. “Planaltina está inserida na região Norte do DF, que bastante demandada especialmente do ponto de vista de dengue, de arboviroses e de outras doenças clínicas. A tenda vem ao encontro da necessidade de ofertar acolhimento e atendimento clínico a essa população”, destacou a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, que participou da inauguração do espaço.

A secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, destaca que “a tenda vem ao encontro da necessidade de ofertar acolhimento e atendimento clínico a essa população” | Fotos: Geovana Albuquerque/ Agência Brasília

Além de Planaltina, outras 10 regiões endêmicas de dengue do DF receberam ou receberão tendas nos próximos dias, totalizando 20 pontos de assistência em locais como Sol Nascente, Ceilândia, Taguatinga, Varjão, Vicente Pires, Brazlândia, Estrutural, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião e Sobradinho.

As unidades estão estrategicamente posicionadas perto de hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Unidades Básicas de Saúde (UBSs), a fim de garantir um atendimento mais célere dos pacientes sintomáticos da doença e, consequentemente, reduzindo a pressão sobre o Sistema Único de Saúde (SUS).

Além de Planaltina, outras 10 regiões endêmicas de dengue do DF receberam ou receberão tendas nos próximos dias, totalizando 20 pontos de assistência

Durante a visita à tenda de Planaltina, a titular da Saúde lembrou que, recentemente, a região administrativa também foi contemplada com a chegada de novos médicos temporários, que passaram a integrar o quadro de profissionais do HRPl.

“Foi feita uma contratação temporária de 200 médicos generalistas, dos quais Planaltina recebeu 16 e Sobradinho, também da região norte, outros 20. Com isso, já diminuímos o tensionamento na porta e resolvemos a questão da demanda da atenção primária em saúde”, explicou.

Atendimento

Com capacidade para realizar 150 atendimentos por dia, a tenda de Planaltina oferece triagem, consultórios, farmácias, sala de hidratação, além de uma área de descanso aos funcionários. “A cidade recebe com muito carinho mais esse equipamento público. A tenda é mais um reforço que o governo está trazendo para nossa cidade”, enfatizou o administrador regional Wesley Fonseca.

A operadora de caixa Lucilene Freire comemora a inauguração da nova estrutura de Saúde: “Tenho certeza que muita gente vai ser ajudada por essa tenda, que vai salvar muitas vidas”

O trabalho é desempenhado por uma equipe composta por um coordenador, médicos, enfermeiro, técnicos de enfermagem, técnicos de laboratório, especialista em laboratório (biomédico ou farmacêutico bioquímico), servidores da área administrativa, farmacêuticos, além de pessoal de limpeza e de segurança.

“A gente teve o cuidado de, nas nossas tendas, ter um médico dedicado exclusivamente à ala de hidratação. Isso é importante para que o médico que está realizando o atendimento não tenha que ficar se deslocando até a ala, retardando o atendimento a outros pacientes que estão na fila”, detalhou o diretor médico das tendas, Clauber Lourenço.

Moradora do Jardim Roriz, a operadora de caixa Lucilene da Silva Freire, 40 anos, levou a filha para a tenda e elogiou a celeridade do atendimento. “Cheguei cedinho e eles foram muito prestativos, viram que ela estava passando mal e logo correram para prestar o atendimento”, disse. “Fico até mais tranquila. Poder ter esse tipo de atendimento é muito importante. Tenho certeza que muita gente vai ser ajudada por essa tenda, que vai salvar muitas vidas”, prosseguiu.

Ampla cobertura