Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/05/20 às 17h06 - Atualizado em 26/05/20 às 17h09

Parceria e solidariedade: Sesc doa 7 mil metros de tecido para Fábrica Social

COMPARTILHAR

Reforços nos estoques da unidade vão viabilizar a produção de cerca de 120 mil máscaras faciais.

 

O Sesc-DF doou nesta terça-feira (26) sete mil metros de tecido branco, 100% algodão, tipo tricoline para reforçar os estoques da Fábrica Social. Os rolos de pano vão ajudar a unidade no trabalho diário de produção de máscaras, a serem distribuídas à população como prevenção contra a infecção pelo novo coronavírus.

 

Na conta das costureiras da Fábrica Social, o volume vai se transformar 120 mil máscaras faciais laváveis. “Chegou numa ótima hora porque já estávamos com dificuldade de encontrar o produto certo para adquirir no mercado. Sem contar que nos falta orçamento para um volume muito grande de insumos”, afirmou o secretário de Educação, João Pedro Ferraz, que fez questão de receber a doação na sede do programa, localizada no SCIA.

 

Ferraz explicou que, neste momento, apenas 150 dos 480 alunos da unidade estão envolvidos na produção. “Abrimos a exceção de convocar para as atividades os alunos do último ano e que não têm nenhuma comorbidade”, explicou. “Assim eles ajudam, aprendem e ainda ganham um dinheiro extra, já que o programa prevê o pagamento de uma gratificação por peça produzida”, completou.

 

Segundo o diretor pedagógico da Fábrica Social, Antônio Brito, mesmo com a equipe de alunos reduzida, a produção está acontecendo em ritmo bem acelerado. “Eles estão produzindo uma média de 4,5 mil máscaras por dia. E muitos, já estão produzindo em casa e, ganhando dinheiro vendendo os produtos nos comércios locais”, comentou.

 

Distribuição

 

As máscaras produzidas pela Fábrica Social estão sendo distribuídas numa ação coordenada pela Secretaria de Governo nas 33 regiões administrativas e em quarteis do Corpo de Bombeiros do DF. “Nosso objetivo é chegar a distribuição de um milhão até meados de junho”, precisou o secretário da pasta, José Humberto Pires.

 

Segundo ele, o governo se organiza para distribuir até o final da pandemia cerca de 2,5 milhões de protetores faciais. “Agora, vamos nos concentrar nas comunidades mais carentes onde estamos com um maior número de casos já identificados”, explicou Pires.

 

Fiscalização

 

As equipes de fiscalização, de acordo com o secretário, avaliam que boa parte da população já está usando as máscaras sem necessidade de abordagem. “Raramente, você vê uma pessoa sem. Mas, quando a gente chega à regiões mais carentes, você verifica que a realidade é outra até por falta de condições financeiras mesmo”.

 

Com a abertura de boa parte do comércio nesta terça (26), Pires disse que o governo intensificou a distribuição das máscaras. Segundo ele, ontem (25) foram distribuídas 25 mil unidades, e hoje (26), outras 45 mil serão distribuídas.

 

Fonte: Agência Brasília / Jornalista: Renata Moura / Foto: Renato Alves