Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/05/20 às 22h56 - Atualizado em 25/05/20 às 23h19

Novacap planta mais de 60 mil m² de grama no DF

COMPARTILHAR

Ação abrange Plano Piloto, Paranoá Parque, Lago Norte, Itapoã, Gama, Santa Maria e Recanto das Emas

 

Poeira e lama deram lugar ao verde em várias regiões administrativas do Distrito Federal. A Novacap plantou, este ano, mais de 60 mil metros quadrados de grama nas cidades da capital. Foram investidos R$ 835.191,66 para embelezar e tornar mais confortáveis o Plano Piloto, Paranoá Parque, Lago Norte, Itapoã, Gama, Santa Maria e Recanto das Emas.

 

No Paranoá Parque, onde Tiago Costa, 36 anos, mora, foram plantados 2.296 m² de grama, ao custo de R$ 33.347,10. Ele conta que, antes da ação, o local era pura terra. “Quando chovia, era muita lama e barro, ou seja, nos sujávamos muito”, lembra. “Agora, além de não termos mais esse tipo de problema, a região está mais bonita e colorida”.

 

Para preservar as áreas verdes recém-instaladas, Tiago e outros moradores do condomínio ajudam a conservar as plantas, irrigando e, quando necessário, também podando. “É muito importante que a comunidade tenha essa parceria com o governo para conservar os serviços dos órgãos públicos”, ressalta o radialista.

 

Demanda

 

O diretor do Departamento de Parques e Jardins da Novacap, Raimundo Silva, explica que as demandas para o plantio de grama chegam por meio das administrações regionais. “Após a autorização da diretoria de urbanização da companhia, um engenheiro faz uma vistoria no local para verificar se há necessidade de limpeza e preparação do solo”, informa.

 

São usados dois tipos de grama: batatais e esmeralda. A primeira, predominante em Brasília, é utilizada em áreas maiores. A segunda exige menos corte e poda, permitindo acabamento mais rápido. O serviço é feito por empresas contratadas por meio de licitação. Segundo Silva, a companhia deve iniciar os trabalhos também em outras cidades.

 

Para solicitar esse tipo de serviço na região, basta fazer o cadastro no site da ouvidoria. Já para acompanhar a demanda, é preciso ter a senha de acesso ao sistema recebida no ato do registro e o número do protocolo. Também é possível fazer a solicitação pelo número 162, gratuitamente. Confira os endereços e horários de atendimento.

 

 

Fonte e Arte: Agência Brasília / Jornalista: Ana Luiza Vinhote – Edição: Chico Neto / Foto: Acácio Pinheiro