Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
25/09/23 às 11h24 - Atualizado em 25/09/23 às 11h24

Meio ambiente, recurso hídrico e áreas produtoras de água serão discutidos

Seguimento será pauta de oficina do Plano Diretor de Ordenamento Territorial, quinta (28), no Setor Comercial Norte

Agência Brasília* | Edição: Vinicius Nader

 

Você é defensor do meio ambiente e quer participar do futuro dessa questão no DF? É só comparecer à 33ª oficina participativa da revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (Pdot), na próxima quinta-feira (28), às 19h, na sede da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), localizada no Edifício Number One, no Setor Comercial Norte (SCN), Quadra 1, 18º andar. A oficina é aberta ao público e visa justamente ouvir as demandas e sugestões da população acerca do meio ambiente, dos recursos hídricos e das áreas produtoras de água no DF.

“O Pdot pode impactar na questão do meio ambiente de inúmeras formas. Ele dá diretrizes para o saneamento, por exemplo, e as infraestruturas de saneamento atuam diretamente relacionadas com os aspectos ambientais”, comenta o coordenador de Planejamento e Sustentabilidade Urbana, Mário Pacheco. “Ele inclui a estratégia das áreas de proteção de mananciais, que são zoneamentos mais restritivos à ocupação nas áreas onde a água escoa e vai em direção a algum reservatório de água”, ressalta, citando mais um ponto em que o Pdot é importante para a questão debatida.

Para o CEO do Instituto Arvoredo, Humberto Lúcio, a participação ativa dos moradores do Distrito Federal no debate em questão é de extrema relevância, pois eles representam a voz da comunidade e têm um papel essencial na construção de um futuro mais sustentável. “O envolvimento da população permite a identificação de desafios locais, a busca por soluções adequadas e a promoção da conscientização sobre a importância da preservação ambiental. A participação cidadã contribui para a criação de políticas mais eficazes e alinhadas com as necessidades e valores da comunidade”, completa.

O gestor acredita que o plano diretor pode estabelecer diretrizes claras e metas específicas para a proteção e restauração de áreas naturais, a conservação de recursos hídricos e a promoção de práticas sustentáveis.

Dinâmica

No início da oficina, haverá um seminário com dois palestrantes trazendo uma exposição sobre o meio ambiente, os recursos hídricos e as áreas produtoras de água no DF. Em seguida, os participantes serão separados em diferentes grupos para discutir o assunto e pontuar no mapa as regiões que precisam ser destacadas no plano diretor.

Ao final, um representante de cada grupo apresentará o levantamento das sugestões feitas em sua sala, para as informações fornecidas serem avaliadas e consideradas na produção do Plano Diretor de Ordenamento Territorial do DF.

Quem pode participar?

Podem participar das oficinas todos os moradores do Distrito Federal, de diferentes faixas etárias, gêneros e níveis socioeconômicos, interessados em discutir o planejamento urbano e o futuro da região. Para isso, basta comparecer nas datas e locais marcados.

Ao todo, serão 54 oficinas organizadas pela Seduh neste ano. Enquanto 18 desses eventos públicos serão voltados para segmentos da sociedade, os outros 36 serão sobre as regiões administrativas (RAs) do Distrito Federal. Confira o calendário completoMais informações podem ser acessadas no site.

*Com informações da Seduh