Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
13/05/24 às 16h14 - Atualizado em 13/05/24 às 16h14

Mais de três mil pessoas em situação de rua serão beneficiadas com refeições gratuitas

Restaurantes comunitários passam a ofertar café da manhã, almoço e jantar sem custo a essa população; previsão é de disponibilizar cerca de 90 mil refeições por mês

Por Thaís Miranda, da Agência Brasília | Edição: Débora Cronemberger

 

 

Começa a valer nesta segunda-feira (13) o decreto que permite refeições gratuitas nos restaurantes comunitários para a população em situação de rua. A nova medida vai beneficiar cerca de três mil pessoas cadastradas nos programas socioassistenciais, que terão a oportunidade de comer de graça no café da manhã, almoço e jantar nos restaurantes que disponibilizam as refeições em seus cardápios.

Arniqueira, Planaltina, Recanto das Emas e Sol Nascente/Pôr do Sol têm restaurantes comunitários que oferecem três refeições diárias | Foto: Arquivo/Agência Brasília

A medida foi autorizada pelo governador Ibaneis Rocha, em abril, que altera uma norma anterior na qual apenas o almoço e o jantar eram gratuitos. Atualmente, os restaurantes comunitários fornecem uma média mensal de 70 mil refeições somente no almoço e no jantar à população em situação de rua. Com a ampliação da oferta para incluir também o café da manhã, a expectativa é que este número suba para 90 mil.

“A partir de agora, nós passamos a incluir também o café da manhã para a população de rua. A comida será disponibilizada de acordo com o cardápio de cada restaurante. Atualmente, há quatro que ofertam as três refeições e, até o fim do ano, outros oito terão os contratos renovados e passarão a operar com café, almoço e jantar todos os dias da semana”, afirmou a subsecretária de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes-DF), Vanderlea Cremonini.

Por exemplo, onde há disponibilidade de café da manhã, almoço e jantar, essas três refeições serão distribuídas à população de rua sem custos. Naquelas onde há café da manhã e almoço, as duas são gratuitas, e os restaurantes que servem apenas o almoço seguem essa mesma lógica.

“Às vezes eu pego duas vezes para mim aqui e dou uma das porções para quem está lá fora. Agora, vou avisá-los que eles podem entrar e comer uma comida gostosa e boa de graça”, diz Manoel Bento, que elogiou a medida para beneficiar a população em situação de rua | Foto: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília

A expectativa é que, ainda neste ano, outros dois restaurantes comunitários sejam inaugurados. Um está localizado no Varjão, onde há investimentos de R$ 6,6 milhões por parte do Governo do Distrito Federal (GDF) para servir aproximadamente 2,4 mil refeições por dia. O outro, no Setor de Expansão, em Samambaia, ao custo total de R$ 7,5 milhões para disponibilizar 5.150 refeições diariamente. As duas novas unidades serão entregues à população já com horário ampliado, de domingo a domingo, e com o café, almoço e jantar previstos no cardápio.

Segurança alimentar

A ampliação do horário de atendimento e de oferta de comida, bem como a construção de novos restaurantes comunitários, são algumas das iniciativas para garantir a segurança alimentar no Distrito Federal. Ao custo total de R$ 2, o cidadão se alimenta nas três principais refeições do dia de forma saudável e equilibrada, sendo R$ 0,50 o café da manhã, R$ 1 o almoço e R$ 0,50 o jantar.

O açougueiro Manoel Bento, 58, vai ao restaurante comunitário de Arniqueira todos os dias. Para ele, é importante garantir alimentação também à população em situação de rua: “Essas pessoas não têm o que comer. Às vezes eu pego duas vezes para mim aqui e dou uma das porções para quem está lá fora. Agora, vou avisá-los que eles podem entrar e comer uma comida gostosa e boa de graça”.

A cozinheira Claudinely de Souza, 43, também elogiou a iniciativa: “É muito importante porque não é todo mundo que tem dinheiro para comer. Mesmo que seja um valor acessível, tem gente que não tem esse dinheiro. E a comida daqui é ótima, o cafezinho é muito gostoso”, disse.

Veja, abaixo, o endereço e as refeições servidas em cada unidade.

Café da manhã, almoço e jantar:

→ Arniqueira (QS 9 Avenida Águas Claras, Lote 3)
→ Planaltina (Setor Recreativo e Cultural -Módulo Esportivo -Via WL 1-a/NS)
→ Recanto das Emas (Avenida Recanto das Emas – Ǫuadra 205 -Lote 01)
→ Sol Nascente/Pôr do Sol – Unidade II (Ǫuadra 105, conjunto O, AE 1, trecho 02)

Café da manhã e almoço:

→ Brazlândia (Ǫuadra 36 –Área Especial nº 01 – Vila São José)
→ Ceilândia (CNM 01 – Bloco 01 – Lote 01 -Ceilândia Centro)
→ Estrutural (Ǫuadra 14 – Área Especial – Vila Estrutural)
→ Paranoá (Ǫuadra 2 – Lote A – Feira Livre -Área Especial)
→ Samambaia (ADE/S – Conjunto 15 – Lotes 01/02 – às margens da BR-061)
→ São Sebastião (Centro de Múltiplas Atividades – Lote 02 – próximo à Administração Regional)
→ Sobradinho (AR 13 – Área Especial 08 – Ǫuadra 03 – Setor Administrativo)
→ Sol Nascente/Pôr do Sol (ǪNR 01, Área Especial nº 2 – Ceilândia Norte)

Almoço:

→ Gama (Setor Central – Área Especial – Complexo Esportivo do Gama – Estádio Bezerrão)
→ Itapoã (Ǫuadra 61 – Área Especial – Entre Conjuntos D/E, Condomínio Del Lago)
→ Riacho Fundo II (Ǫuadra 10 – Conjunto 01 -Lote 01)
→ Santa Maria (Avenida Alagados – Área Central – junto ao prédio da Administração Regional).