Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/09/20 às 9h49 - Atualizado em 11/09/20 às 10h00

Mais de 50 espaços para crianças em busca de padrinhos

COMPARTILHAR

Com ajuda de embaixadas, GDF quer equipar unidades do Cras e UBSs para receber público infantil. Iniciativa faz parte do projeto ‘Vem Brincar Comigo’

O Escritório de Assuntos Internacionais (EAI) do Governo do Distrito Federal está em busca de parcerias com representações diplomáticas e organismos internacionais para criar áreas exclusivas  para o público infantil em unidades básicas de saúde (UBSs) e centros de assistência social (Cras).

Denominado Adote um Espaço Criança, o projeto é tocado em parceria com a Subchefia de Políticas Sociais e Primeira Infância da Governadoria e já tem recebido a manifestação de interessados. As adoções podem ser feitas até o dia 30 deste mês.

A meta é adaptar, dentro das unidades, um lugar exclusivo para que os pequenos possam se divertir um pouco enquanto aguardam atendimento dos serviços públicos. A ação é parte do projeto Vem Brincar Comigo, que arrecada brinquedos e livros infantis para crianças em situação de vulnerabilidade no Distrito Federal. “Como propõe a campanha da subchefia, a ideia é ir além das doações, como propõe a campanha da Subchefia”, explica a chefe do EAI, Renata Zuquim. “Pensamos e queremos deixar legados”.

Segundo Renata, o espaço lúdico apadrinhado pelos organismos internacionais terá tapete emborrachado, mesa, lousa, livros e brinquedos. Em contrapartida, os organismos internacionais poderão colocar bandeiras divulgando seus países. “Encaminhamos cartas a todos e nelas fizemos uma proposta única para cada unidade”, conta. “Alguns já ligaram querendo saber mais. É um sinal positivo”.

O atendimento

No DF, enumera a chefe do EAI, há mais 130 organizações internacionais “que sempre demonstram interesse em colaborar com as ações que do governo”.  Num primeiro momento, o foco está em atender pelo menos 28 UBSs e 29 unidades do Cras. Em ambos os casos, essas unidades foram selecionadas com base em dois critérios: o horário estendido de atendimento e a localização em regiões de maior vulnerabilidade social.

A subchefe de Políticas Sociais e Primeira Infância, Anucha Soares, enfatiza que a união de esforços em prol daqueles que mais precisam é fundamental para o sucesso do projeto. “Assim, unimos forças ao Escritório de Assuntos Internacionais com o objetivo de prover os sorrisos a milhares de crianças da cidade”, afirma.

“O ato de brincar é essencial na vida delas, pois ajuda no desenvolvimento da criatividade, concentração e memória”, destaca a primeira-dama, Mayara Noronha Rocha, que coordena o projeto Vem Brincar Comigo. “Por isso, a parceria com as embaixadas pode ser algo bastante promissor no sentido de fomentar mais as brincadeiras”.

Mayara também lembra que, especialmente num momento de pandemia, é importante dar carinho e estímulo ao público infantil. “O mundo se encontra em uma situação vulnerável em razão de um vírus. É preciso que todos se unam, criando uma corrente do bem, multiplicando os gestos de solidariedade. Vamos fazer um Dia das Crianças mais feliz”.

* Com informações do EAI

Agência Brasília * | Edição: Chico Neto