Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/10/21 às 9h48 - Atualizado em 21/10/21 às 16h31

Mais de 2,3 mil carteiras do artesão são distribuídas no DF

COMPARTILHAR

Em Samambaia, nesta terça (19), 200 unidades foram entregues pela Setur; próxima ação será em Águas Claras

 

Desde os sete anos, Helena Santos trabalha com artesanato. “Ih, meu filho, sou filha de mineiro, sei fazer muita coisa, aprendi com a minha mãe”, conta ela, hoje com 35. A artesã, moradora de Samambaia, fez questão de renovar sua carteira profissional. O serviço de cadastramento e renovação do documento foi realizado na manhã desta terça-feira (19) na administração da cidade pela equipe itinerante da Secretaria de Turismo.

 

Uma equipe itinerante da Secretaria de Turismo esteve  em Samambaia para fazer o cadastramento e a renovação das Carteiras Nacionais do Artesão dos profissionais da cidade | Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

Válida em todo território nacional, a Carteira do Artesão é um documento que formaliza a atividade artesanal no país. A cédula permite que seus portadores tenham acesso a cursos de capacitação e possam participar de editais que promovem eventos culturais, feiras e exposições no Brasil e exterior. O prazo de validade da carteirinha é de seis anos. Entre primeiro de janeiro de 2019 a 30 de setembro deste ano, a Setur emitiu mais de 2.300 carteiras nacionais do artesão no DF.

Economia em movimento

“A Carteira do Artesão traz muitos benefícios, o principal deles é que a pessoa cadastrada deixa de ser informal. Com o documento renovado e em ordem, o artesão tem o direito à qualificação profissional, enfim, o direito de trabalhar”, comenta Roze Mendes, assessora de Coordenação de Promoção do Artesanato da Secretaria de Turismo, órgão no DF responsável pelo registro. “O maior medo de qualquer artesão é você estar em um lugar trabalhando e alguém interditar o seu trabalho. A Carteira do Artesão te tira da informalidade, esse cadastro é uma benção, ajuda muito mesmo”, completa a artesã Helena Santos.

O artesanato é uma das principais ações desenvolvidas na gestão da secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, valorizando a cultura local por meio desses artistas espalhados por todas as 33 regiões administrativas.

Atualmente, o DF tem registrados 12,4 mil artesãos. Desse total, 4.557 com carteiras ativas que tiveram um faturamento, entre janeiro 2019 até setembro deste ano, de R$ 1,7 milhão. “É uma atividade que estimula a economia criativa em pelo menos 104 eventos, incluindo rotas comerciais e lojas colaborativas”, explica Vanessa.

 

Helena Santos, 35, artesã e moradora de Samambaia, fez questão de renovar sua carteira | Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

Segurança

Em Samambaia, onde a van da Secretaria de Turismo esteve nesta manhã de terça-feira (19), acredita-se que há mais de 200 artistas do ramo que trabalham com a cultura artesanal sem cadastro ou com os documentos vencidos. A expectativa é fazer o maior número possível dos registros desses profissionais da cidade e outras datas para o serviço já estão estudadas para a região. Enquanto isso, a van da Secretaria de Turismo segue com a ação em outras cidades. Nesta quarta-feira (20), o encontro será na Administração Regional de Águas Claras, das 10h às 12h.

“Promover essa ação na cidade mostra que o GDF valoriza todo tipo de trabalhador. Buscamos o know how da Setur e o primeiro passo é entender as necessidades desses profissionais. Ainda mais nesse momento de pós-pandemia, em que as pessoas, mais do que nunca, precisam buscar seu ganha-pão”, salienta o administrador de Samambaia, Gustavo Aires.

Artesão de pulseiras e cordões masculinos feitos com miçangas, cordas e outros tipos de materiais, Rafael Cavalcante, 33 anos, está há dois anos no ramo. Deixou o emprego para se dedicar ao artesanato. Soube que a Carteira do Artesão é o documento que habilita a classe a trabalhar com segurança e dignidade nas praças, feiras e eventos do gênero. “Colegas artesãos me disseram que, se eu quero mesmo me dedicar ao artesanato, a primeira coisa a fazer é conseguir a carteira”, conta. “É o que estou fazendo, acho que, com esse documento, a gente trabalha com mais tranquilidade”, avalia.

O artesão interessado em emitir a carteirinha deve entrar em contato via WhatsApp pelo número (61) 9 9147-0748 e fazer um pré-cadastramento ou comparecer pessoalmente no primeiro andar da Secretaria de Turismo (Centro de Convenções Ulysses Guimarães, SDC – Eixo Monumental, Lote 5, Ala Sul, 1º andar – com os seguintes documentos: foto 3×4, foto do RG (frente e verso) e CPF.