Governo do Distrito Federal
25/02/22 às 11h52 - Atualizado em 25/02/22 às 11h52

Mais 39 papa-lixos chegam às áreas rurais

Investimento ultrapassa R$ 1,3 milhão; em 2021, o GDF instalou 128 unidades em comunidades agrícolas

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) está instalando papa-lixos em todo o Distrito Federal. A terceira etapa do serviço privilegia as áreas rurais, que não são atendidas pelos caminhões de limpeza. No ano passado,128 papa-lixos foram colocados em áreas agrícolas. Somente no primeiro semestre deste ano, serão instalados 39 desses equipamentos em comunidades mais afastadas da zona urbana. O investimento do GDF é de R$ 1.365.000.

Equipamento tem capacidade para recolher até 5 m³ de lixo residual das residências | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

O papa-lixo é um contêiner que fica semienterrado no chão. O utensílio tem capacidade para receber, de forma segura, até 5 m³ de resíduos domésticos, materiais orgânicos descartados pela população. “São centenas espalhadas em todo o DF, inclusive nas áreas rurais, que são de difícil acesso dos caminhões e ainda com residências distantes umas das outras”, explica o diretor-presidente do SLU, Sílvio Vieira. “Com esses equipamentos, os moradores das áreas rurais podem concentrar toda a demanda no ponto de coleta, deixando o ambiente mais limpo e bonito”.

Ao instalar o papa-lixo, o SLU constrói uma área com paisagismo ao redor. A infraestrutura é um convite para que os moradores cuidem do local, um incentivo para mantê-lo limpo e um reforço para conscientizar a comunidade sobre a importância do descarte correto dos resíduos.

“A melhoria foi de 100%”, avalia Márcia Damasceno de Jesus, 29 anos, moradora do Núcleo Rural Fazenda Velha, no Itapoã. “O papa-lixo traz qualidade de vida para a comunidade. Antes, tinha um contêiner para toda a área. Quando retiravam o lixo, no outro dia ele já estava totalmente cheio”.

A área rural da Fazenda Velha foi uma das beneficiadas com a ação do SLU, que instalou três papa-lixos em diferentes pontos da DF-330. O administrador do Itapoã, Márcio Cotrim, lembrou que, apesar de os papa-lixos serem importantes em toda a cidade, há quem ainda não saiba utilizá-lo. “Mas acho que a mudança é uma questão de tempo; as pessoas vão aprendendo a colocar o lixo no local correto e, pouco a pouco, vamos conseguir organizar e limpar a nossa cidade”, afirma.

Meta

Atualmente, o Distrito Federal já tem 398 papa-lixos, entre as áreas urbana e rural. A meta é chegar a 454 contêineres, instalados em todas as regiões administrativas, até o final deste ano.

A coleta dos resíduos dos papa-lixos no DF é feita por 26 caminhões especialmente destinados ao serviço, compactadores, com expansor e braço do tipo Munck para retirar o contêiner semienterrado e coletar o lixo. Os veículos regulares das coletas convencional e seletiva, feita pelo SLU, recolhem o lixo depositado em outros recipientes.