Governo do Distrito Federal
6/05/22 às 10h00 - Atualizado em 6/05/22 às 10h00

Maiores de 60 podem tomar 4ª dose contra covid a partir desta sexta (6)

Também haverá a antecipação da segunda dose de Pfizer-BioNTech de 56 para 21 dias, incluindo a versão pediátrica

Agência Brasília* | Edição: Rosualdo Rodrigues

O Distrito Federal começa a aplicar nesta sexta-feira (6) a segunda dose de reforço (quarta dose) da vacina contra a covid-19 para pessoas com 60 anos ou mais. A lista dos locais de vacinação está disponível no site da Secretaria de Saúde.

A taxa de cobertura vacinal do DF é uma das melhores do Brasil, mas, entre a população acima de 80 anos, só 48,71% procuraram a segunda dose de reforço | Fotos: Sandro Araújo/Agência Saúde DF

O secretário de Saúde, general Manoel Pafiadache, ressaltou a importância dessa segunda dose de reforço. “É preciso atentar para o intervalo de quatro meses da primeira dose de reforço”, afirmou, durante coletiva de imprensa transmitida nesta quinta (05).

Outra novidade é a redução do intervalo entre a primeira e a segunda doses do imunizante da Pfizer-BioNTech, de 56 para 21 dias, inclusive para a versão pediátrica. A medida também é válida a partir desta sexta (6) e segue orientação do Ministério da Saúde.

Desde o início da campanha de vacinação contra a covid-19, em 19 de janeiro do ano passado, o DF contabiliza a aplicação de 6 milhões, 117 mil e 54 doses. A população vacinável, acima dos 5 anos, que já iniciou o ciclo vacinal, com primeira dose ou dose única, corresponde a 90,12% do total elegível.

Engajamento

O subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valero, ressaltou o engajamento da população na campanha. “A nossa taxa de cobertura vacinal é uma das melhores do Brasil”, afirmou.

Porém, o subsecretário apontou que, entre a população acima de 80 anos, só 48,71% procuraram a segunda dose de reforço até agora. Quanto às crianças, o público estimado no DF de 5 a 11 anos é de 268 mil. Desse total, 165.187 receberam, pelo menos, a primeira dose.

Acima dos 12 anos, há 178 mil pessoas que ainda não iniciaram o ciclo vacinal. Outras 120 mil estão com a segunda dose atrasada e 900 mil podem receber a primeira dose de reforço, mas ainda não se vacinaram. “Só vamos ficar livres definitivamente do pesadelo da covid se todos participarem”, reforçou Divino Valero.

*Com informações da Secretaria de Saúde do DF