Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/01/21 às 7h32 - Atualizado em 21/01/21 às 7h33

Limpeza geral nos becos do Lago Norte

COMPARTILHAR

Cerca de 12 toneladas de inservíveis e lixo verde (galhos de árvores e folhas) foram recolhidas, além de restos de construção e entulho

 

Importantes vias de passagem de pedestres e situados entre os quarteirões dos conjuntos residenciais, os becos facilitam a vida dos moradores. No Lago Norte, todavia, esses acessos precisavam de um “trato”. Um serviço pedido pela comunidade e que o GDF Presente começa a executar.

 

Equipes de dez reeducandos da Fundação Nacional de Amparo ao Preso (Funap), órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), fizeram uma faxina geral nos espaços. Becos localizados na QI 8 e nas QLs 6 e 14 – esses últimos dão acesso ao Lago Paranoá – foram os primeiros atendidos.

 

Equipes de dez reeducandos da Fundação Nacional de Amparo ao Preso (Funap), órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), realizaram uma faxina geral nos espaços | Foto: Divulgação/GDF Presente

 

Cerca de 12 toneladas de inservíveis e lixo verde (galhos de árvores e folhas, entre outros) foram recolhidas dos acessos. Foram retirados restos de construção, garrafas PET e entulhos diversos. O trabalho foi coordenado pelo Polo Central Adjacente 1 do programa.

 

Moradora do Lago Norte há cinco anos, a servidora pública Silvia Cristina, 52, mora perto de um beco. Ela acompanhou o trabalho do GDF Presente e aprovou. “Aqui no bairro temos qualidade de vida e prezamos pela limpeza”, adianta. “Essas passagens estavam sujas, obstruídas e atrapalhando a circulação dos moradores. E elas dão acesso à orla”, explica a moradora. Em um acesso na QI 8, até mesmo árvores frutíferas foram plantadas e precisaram ser podadas para melhorar o acesso.

 

O coordenador do Polo, Lucio Barbosa, lembra, ainda, que a limpeza tem como objetivo evitar a proliferação de doenças. “A ação vem em boa hora. Além do serviço de manutenção, estamos preocupados com a saúde dos moradores, pois ali estão potenciais criadouros para o mosquito da dengue e, ainda, podem aparecer escorpiões”, frisa. Outros acessos, a serem definidos, serão limpos até o final da semana.

 

“A Administração Regional está atendendo o que a população está pedindo. Tinham várias solicitações de limpeza dos espaços via ouvidoria e estamos tocando junto com o GDF Presente”, pontua o administrador regional Marcelo Ferreira. Ele acrescenta que servidores da Administração estão fazendo ainda a poda de grama em diversos conjuntos.

A operação tapa-buraco também foi iniciada no bairro, com reparos nos conjuntos 1, 6 e 7 da QI 8.

 

Limpeza no Cruzeiro

Já o Polo Central começou os serviços no Cruzeiro. O primeiro dia de ações foi no Cruzeiro Novo e contou com limpeza de passeios públicos, parquinhos e do Ponto de Encontro Comunitário (PEC) próximo à Quadra 605. O trabalho teve a participação do Serviço de Limpeza Urbana (SLU-DF).

 

RAFAEL SECUNHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: FREDDY CHARLSON