Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/01/21 às 15h39 - Atualizado em 26/01/21 às 15h40

Lançada 1ª licitação de terrenos do ano

COMPARTILHAR

Principais oportunidades ofertadas pela Terracap são para Ceilândia, Samambaia, Recanto das Emas e Riacho Fundo II

 

Samambaia tem o maior número de ofertas: 44 terrenos que variam de 50 m² a 1.046,5 m² | Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

 

Boa notícia para quem pretende adquirir um terreno neste início de ano: a primeira licitação de imóveis da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) está marcada para 12/2, a partir das 9h. O edital com todos os lotes, endereços, metragens e preços já se encontra disponível no site da empresa. São 120 oportunidades para investir.

 

Desta vez, as ofertas contemplam as regiões administrativas (RAs) de Ceilândia, Samambaia, Recanto das Emas e Riacho Fundo II. A procura é grande, pois algumas das unidades disponíveis nessas RAs se destinam a uso comercial, industrial, institucional, prestação de serviço e residencial não obrigatório – ou seja, podem ser utilizadas em larga escala de finalidades.

 

Samambaia

O local com a maior listagem é Samambaia. São 44 terrenos que variam de 50 m² a 1.046,5 m² e possuem como condição de pagamento 5% de entrada e o restante em 180 meses. A exceção é para os terrenos de números 59 e 60, que exigem concessão mensal – o concessionário somente poderá fazer uso do imóvel até o limite do potencial construtivo.

 

Uma das vantagens de investir em Samambaia é que o comércio em expansão e o crescimento da população têm melhorado o núcleo urbano da cidade. E isso não ocorre somente por lá. O desenvolvimento do Riacho Fundo II segue um caminho parecido. Programas habitacionais implementados no local e o número de habitantes – segundo dados da administração da cidade, mais de 66 mil pessoas – têm chamado a atenção do setor produtivo.

 

Riacho Fundo II

Os 11 imóveis licitados no Riacho Fundo II podem ser adquiridos com entradas a partir de R$ 5,3 mil, sendo distribuídos na QN 12D, na QN 9B e na QS 08. Todos ocupam áreas de 91 m² a 463 m².

 

Ceilândia

Ceilândia, a cidade mais populosa do DF, também apresenta números animadores. De acordo com um levantamento feito em 2018 pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), a região registrou uma taxa de crescimento de 4,66%. Esse valor é praticamente o dobro da taxa para o DF.

 

Outro apontamento feito no mesmo ano pelo órgão é que Ceilândia, junto às outras duas RAs, possui a maior concentração de microempreendedores individuais (MEIs) associados com cultura. Tal ponto fortalece a economia, pois os MEIs executam e demandam serviços uns dos outros. No Edital 01/21, há terrenos que viabilizam instalações para trabalhos como esses.

 

Para quem gosta de mais vizinhança pelas redondezas, o Recanto das Emas é uma das opções. Segundo a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad) da Codeplan, hoje o local conta com mais de 50 quadras residenciais. Com outra vantagem: há bom comércio. Os moradores elogiam o fato de conseguirem resolver a maioria das coisas perto de casa. Para interessados em investir na região, há sete lotes disponíveis nesta licitação.

 

Outras oportunidades

Águas Claras, Plano Piloto, Guará, Jardim Botânico, Taquari, Paranoá, Riacho Fundo, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho e Taguatinga são as demais regiões administrativas onde há imóveis à venda no primeiro edital do ano lançado pela Terracap.

 

Como participar

Abaixo, acompanhe o passo a passo.

Leia atentamente o edital no site da Terracap;
Escolha o imóvel;
Preencha a proposta de compra disponível no site da Terracap;
Recolha a caução, correspondente a 5% do valor do lote, que funciona como exigência para habilitação na licitação. O valor deve ser recolhido em uma agência do BRB, mediante depósito identificado, transferência eletrônica (TED) ou pagamento de boleto expedido no site da Terracap, necessariamente em nome do próprio licitante ou pelo seu legítimo procurador, até 11 de fevereiro. A não apresentação da procuração implica desclassificação automática do licitante. A licitação ocorrerá no dia subsequente, 2/2;
Entregue a proposta. Há duas formas: dirigir-se à Terracap e depositar o documento devidamente preenchido na urna da comissão de licitação, no drive-thru disposto no estacionamento, entre as 9 e as 10h; ou optar pela proposta on-line, anexando o comprovante de pagamento de caução. Nesse caso, a proposta também deve ser enviada eletronicamente no mesmo dia e horário.
É dever do licitante atentar para todas as cláusulas do edital, em especial a que se refere à possível incidência do pagamento de taxa de Outorga Onerosa de Alteração de Uso (Onalt) ou do Direito de Construir (Odir).

Para os licitantes preliminarmente classificados, a documentação exigida no edital deve ser entregue por meio da plataforma on-line, acessando-se o site www.terracap.df.gov.br, no menu “Serviços”, opção “Requerimento on-line”, ou por meio do endereço eletrônico da comissão de licitação: copli@terracap.df.gov.br.

 

*Com informações da Terracap

AGÊNCIA BRASÍLIA * | EDIÇÃO: CHICO NETO