Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/05/20 às 18h47 - Atualizado em 28/05/20 às 20h03

Já são 311 as carcaças retiradas das ruas do DF em 2020

COMPARTILHAR

Operação DF Livre de Carcaças percorre todas as regiões administrativas do DF, com apoio da sociedade civil, em busca dos veículos abandonados

 

A Operação DF Livre de Carcaças retirou das ruas do Distrito Federal nesta semana 16 veículos abandonados. Nesta quarta-feira (27), a equipe coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) esteve em Sobradinho. Desde janeiro, 311 sucatas foram rebocadas.

 

A atenção da SSP-DF está voltadas para todas as administrações regionais do DF – na segunda-feira (25) foi a vez de o Riacho Fundo receber a visita das equipes de remoção. A operação faz parte das ações do Governo do Distrito Federal (GDF) para eliminar focos do Aedes aegypti, mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya.

 

A identificação dos veículos abandonados foi feita por conselhos comunitários de segurança (Consegs). Administrações regionais e a própria população também se envolveram no trabalho de localização.

 

“Contamos ainda com o apoio das administrações regionais locais e, nesta operação de hoje, não foi diferente. Além da retirada das carcaças, fizemos um trabalho educativo com a população e explicamos a importância de retirar esses materiais das ruas”, contou o coordenador dos Consegs na SSP-DF, Marcelo Batista.

 

A ação conjunta reúne as secretarias executivas das Cidades e de Políticas Públicas, do DF Legal, do Departamento de Trânsito (Detran-DF), da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), da Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival), da Secretaria de Saúde (SES), da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF).

 

O material recolhido tem sido monitorado pelo menos duas vezes por semana por agentes da Dival. “Enquanto estão recolhidos no pátio em Samambaia, as carcaças são vistoriadas por equipes de combate à dengue. Não seria viável apenas transferir os veículos e não sanar o problema da proliferação dos mosquitos transmissores de doenças”, acrescenta Marcelo.

 

As próximas operações serão realizadas em São Sebastião, na próxima segunda-feira (1º/6), e no Núcleo Bandeirante, na quarta (3/6).

 

* Com informações e Foto da Secretaria de Segurança Pública

Fonte: Agência Brasília – Edição: Fábio Góis