Governo do Distrito Federal
13/10/22 às 10h07 - Atualizado em 13/10/22 às 10h07

Investimento de R$ 22 milhões para as primeiras escolas do Mangueiral

Aproximadamente 3 mil vagas serão abertas nas duas unidades de ensino, fazendo crianças e adolescentes estudarem perto de casa

Hédio Ferreira Júnior, da Agência Brasília | Edição: Chico Neto

São cerca de 3 mil vagas, mais de R$ 22 milhões investidos e, em breve, duas escolas novinhas onde, por mais de dez anos, nenhuma unidade de ensino havia sido fundada. E assim o Governo do Distrito Federal (GDF) segue na construção do Centro Educacional (CED) e do Centro de Ensino Fundamental (CEF).

Serão as primeiras unidades do bairro Jardins Mangueiral, conjunto habitacional do Jardim Botânico – região com 127.500 habitantes – que, a partir de 2024, finalmente terá crianças e adolescentes estudando perto de casa.

 

Equipes em ação: obras que estão sendo feitas vão resultar em melhoria da qualidade de vida na região | Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

No CED Jardins Mangueiral, as colunas de sustentação da laje do prédio de dois pavimentos já estão sendo erguidas. No terreno de 5.876,73 m² cercado por muro e gradil metálico, 3.914,09 m² serão de área construída com 18 salas de aula, auditório, salas de música, de artes plásticas, multimídia e de apoio pedagógico, além de grêmio estudantil, biblioteca, cozinha industrial, refeitório, vestiários e banheiros.

Capacidade

Ao custo de R$ 11.963.826,74, a escola terá capacidade para atender de 1.150 a 1.500 estudantes dos anos finais e ensino médio – a depender do número de alunos com necessidades especiais e da abertura de vagas no turno da noite.

Já o CEF Mangueiral vai atender crianças dos anos iniciais e finais. Com três pavimentos, a edificação, com 5.098,44m² de área construída, terá rampas e escadas, 20 salas de aula, salas de artes cênicas, de música, de leitura, de apoio pedagógico, de artes plásticas e de multimídia, grêmio estudantil, cozinha industrial, refeitório, vestiários e banheiros – tudo no padrão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Estão previstos R$ 10.465.640 para a construção da unidade, que vai atender de 880 a 1.600 estudantes – a depender do número de turnos.

As novas escolas estão sob a coordenação da Regional de Ensino de São Sebastião, que responde por 26 unidades da própria região e uma do Jardim Botânico. De acordo com a coordenadora regional de ensino Paula Pontes, as novas unidades do Jardins Mangueiral vão desafogar a lotação das escolas de São Sebastião, ao atender quem se deslocava para estudar longe de casa. “Além de gerar economia no transporte de alunos que estudam em outras regiões, como o Plano Piloto”, complementa, “e [os jovens] não precisarão mais sair de perto de onde moram”.​