Governo do Distrito Federal
29/06/22 às 16h26 - Atualizado em 29/06/22 às 16h26

Hospital de Planaltina será ampliado e vai ganhar 52 leitos

Desse total, nove serão de UTI, com investimento superior a R$ 18 milhões; repasses para o atendimento de saúde na cidade somam mais de R$ 32 milhões

Ian Ferraz, da Agência Brasília I Edição: Débora Cronemberger

O Hospital Regional de Planaltina (HRP) vai ganhar um novo bloco que contará com leitos de UTI, de enfermaria clínica e de pediatria e serviço de diálise. A ordem de serviço para a obra foi assinada pelo governador Ibaneis Rocha nesta quarta-feira (29) e o investimento gira em torno de R$ 18,3 milhões.

Desde 2019, em Planaltina, o GDF entregou uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com capacidade para 4,5 mil atendimentos mensais e duas UBSs, uma no Vale do Amanhecer – que contempla 15 mil pessoas -, e outra na Área Especial 9A, no Setor Norte, para 19 mil pessoas | Foto: Renato Alves /Agência Brasília

Erguido em dois pavimentos, o bloco terá 30 leitos de enfermaria adulto (12 femininos e 18 masculinos), 13 leitos de internação pediátrica, nove leitos de UTI e nove cadeiras para diálise (sendo duas para diálise peritoneal). Além dos leitos, o novo espaço contará com postos de enfermagem, sanitários, quartos de isolamento, sala de serviços, sala de equipamentos, sala de curativos, área de prescrição médica, rouparia e expurgo.

“Era um grande pedido da população a ampliação do Hospital de Planaltina e, em breve, vamos entregar essa obra à população, que merece. Aqui já entregamos UPA, duas UBSs e agora faremos essa obra. Entregamos muito mais do que os últimos quatro governadores entregaram”, disse o governador Ibaneis Rocha.

Atualmente, o hospital não possui leitos de enfermaria. São oito leitos do pronto-socorro, com capacidade para cerca de 40 pacientes.

Em 2021, apenas na emergência, foram 189.840 atendimentos, ficando com uma média de 15.820 atendimentos mensais. Neste ano, até abril, foram 56.860 atendimentos no hospital. Melhorias que vão fortalecer o atendimento na região, segundo a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio.

“Ampliamos a carga horária de médicos, enfermeiros, técnicos e farmacêuticos para a região Norte, onde está o Hospital de Planaltina. É uma unidade datada de 1976 e que vai ganhar agora 52 leitos, ampliando a sua estrutura com o novo bloco auxiliar”, explica a secretária.

O GDF tem investido na saúde da cidade, que conta com cerca de 200 mil habitantes. Desde 2019, entregou uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com capacidade para 4,5 mil atendimentos mensais, duas unidades básicas de saúde (UBSs), uma no Vale do Amanhecer – que contempla 15 mil pessoas -, e outra na Área Especial 9A, no Setor Norte, para 19 mil pessoas. Somadas as três estruturas – bloco auxiliar do Hospital Regional, UPA e UBS –, o repasse ultrapassa a marca de R$ 32,3 milhões.

“Desde 2008 não se colocava um tijolo na saúde de Planaltina. E nesse governo foram duas UBSs, uma UPA e essas intervenções de agora”, reforça o deputado distrital Cláudio Abrantes.