Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/04/21 às 10h08 - Atualizado em 27/04/21 às 10h11

Grelhas de ferro de bueiros são substituídas por concreto armado

COMPARTILHAR

Nas quadras 700 da Asa Norte, após furtos das grades originais, equipes começam a instalar novos modelos

 

Não é de hoje que acontecem furtos de grelhas de ferro que protegem as bocas de lobo no Distrito Federal. O material, que tem um custo de R$ 500,00 para a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), é vendido ilegalmente por cerca de R$ 50,00 em ferros velhos.

 

Esses furtos causam um prejuízo enorme para a administração pública, mas podem estar com os dias contados. Na sexta-feira passada (23), o GDF Presente começou a substituição das grelhas de ferro danificadas das quadras 700 da Asa Norte por grelhas de concreto. Já foram instaladas quatro novas grelhas nas quadras 702 e 703. Levantamento preliminar indica a necessidade de substituição de outras 18 grades.

 

“Com a instalação de grelhas de concreto, evitaremos os furtos porque, como elas não têm valor econômico, não há mais nenhuma vantagem para quem roubá-las. As grelhas de ferro são pesadas e, geralmente, quem rouba consegue vender no ferro velho”, atesta Lúcio dos Santos Barbosa, coordenador do Polo Adjacente I.

 

Por enquanto, as novas grades de concreto serão instaladas nas bocas de lobo somente na Asa Norte, quadras 700 – da 702 até a 716. Elas atendem bem às necessidades dessas localidades, pois não existe fluxo de veículos pesados nas quadras, como ônibus e caminhões. O trabalho do GDF Presente está sendo feito com a participação da Novacap e da Administração Regional do Plano Piloto.

 

As novas grelhas de concreto não têm valor econômico | Foto: Divulgação/GDF Presente

 

Sinalização

O furto das grelhas de ferro coloca em risco a comunidade, em geral. Um pedestre, um ciclista ou uma criança brincando, além dos pets, podem sofrer acidentes por causa do buraco exposto.

 

“Agora, além de resolver o problema de acidentes com pedestres e ciclistas, a grelha de concreto vai fazer a correção da via e a proteção das bocas de lobo”, analisa o Lúcio dos Santos Barbosa.

 

A reposição ou substituição das grelhas de ferro sugam os recursos públicos que poderiam ser aplicados em outras obras da cidade. Além disso, custa também em pessoal, já que é preciso disponibilizar as equipes para o serviço de manutenção.

 

Meio-fio vazado

As grelhas de concreto, no entanto, não podem ser usadas para resolver todas situações de bocas de lobo do Distrito Federal, de acordo com Márcio Costa, chefe do Departamento de Infraestrutura da Novacap. “Ela é uma solução pontual, não cabe em todos os casos”, afirma.

 

A solução para resolver o problema em todo o DF seria a construção de meio-fio vazado, que consiste na utilização de uma peça com aberturas parecidas a fendas, para o escoamento da água. “Esse é um projeto piloto para os dias atuais. A utilização de grelhas de ferro é muito comum no Plano Piloto, mas é uma concepção antiga, do início da cidade”, explica Márcio Costa. Essa opção, a do meio-fio vazado, poderá resolver de vez o problema de reposição de grelhas de ferro nas vias públicas de trânsito intenso, avalia.

 

MARLENE GOMES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: RENATA LU