Governo do Distrito Federal
19/05/22 às 16h38 - Atualizado em 19/05/22 às 16h38

GDF Presente recupera 2 km de estrada de terra no Núcleo Rural Tororó

Equipes criaram ondulações e saídas de água para nivelar via vicinal, o que ajuda a prevenir erosões

Catarina Loiola, da Agência Brasília | Edição: Chico Neto

Estão concluídas as obras de recuperação de mais de 2 km de uma via vicinal no Núcleo Rural Tororó, no Jardim Botânico. O GDF Presente, programa que promove reparos nas cidades, executou a nivelação da estrada rural e criou ferramentas para impedir o aparecimento de novas erosões, além de facilitar a mobilidade da população.

Máquinas atuaram em mais de 2 km de estrada | Fotos: GDF Presente
A equipe do Polo Regional Leste do programa construiu três ondulações, popularmente chamadas de peitos de pombo, que servem para desviar e reduzir a velocidade da água da chuva. Foram usados resíduos compostos de construção, doados pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU). Junto às ondulações, foram criadas três saídas para desviar o fluxo da água pluvial e evitar prejuízos à estrada. Outras duas saídas que já existiam no local foram limpas pela equipe.

Nivelamento da pista garante mais segurança para a população

“Os peitos de pombo são como quebra-molas mais largos’, explica o diretor de Obras da Administração Regional do Jardim Botânico, Alisson França. “Fazem com que a água não circule na estrada, e as saídas levam o volume para um lugar isolado, para que seja absorvido pelo solo. A vida útil da via aumenta, e o pessoal pode dirigir tranquilo. É importante assegurar o direito de ir e vir da comunidade.”

Melhora na mobilidade

Também foram feitos o nivelamento da via, para acabar com buracos, e o reparo de uma manilha danificada que estava com muita terra acumulada ao trânsito de veículos pesados. A equipe usou um caminhão-pipa, uma retroescavadeira, um rolo compactador, uma motoniveladora e dois caminhões trucados.

O coordenador dos trabalhos, Leandro Cardoso, lembra que transitar na estrada estava inviável: “Antes, as pessoas que tinham veículos altos, como caminhonetes, tinham dificuldade de trafegar na via, mas ainda assim conseguiam. Já os veículos baixos sofriam bastante, quase não dava para passar. Agora melhorou muito”.

O aposentado Eduardo Queiroz, 68 anos, mora na Área Rural Leste do Núcleo Rural Tororó e foi quem pediu a recuperação da via por meio da Ouvidoria da Novacap. Em período de chuvas, contou, a situação da estrada fazia com que a água se acumulasse na portaria do sítio dele. “Ficou espetacular, acima das expectativas”, comemora. “É um benefício para a natureza, já que a água voltou a correr, e para os moradores, que ganham mais segurança.”