Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/06/20 às 18h28 - Atualizado em 15/06/20 às 18h29

GDF Presente percorre Lago Sul durante esta semana

COMPARTILHAR

Serão feitas podas de árvores, retirada de entulhos, operação tapa-buracos, entre outros serviços

 

Depois de passar por outras regiões administrativas, o GDF Presente chegou esta semana ao Lago Sul. As ações do programa vão percorrer as ruas da região até a próxima sexta (12) e contam com o apoio da administração regional do Lago Sul e da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap).

Nesta segunda (8), o trabalho se concentrou na retirada de entulho de diversos pontos, na capina e roçagem no lado externo do Parque Copaíbas, localizado na QL 26 e na instalação de uma barreira de contenção de concreto para evitar a entrada de carros na orla da QL 8.

Ao longo da semana, outros serviços como poda de árvores, tapa-buracos, revitalização de faixas de pedestres e pinturas de estacionamento vão acontecer em diversos pontos do Lago Sul. Nesta próxima terça (9), equipes do Sanear-DF também vão realizar um trabalho de desinfecção em igrejas do Lago Sul e no Instituto Dom Orione como medida de prevenção contra novo coronavírus.

“Essas ações têm a finalidade de resolver problemas antigos em tempo curto”, explica Lucimário dos Santos, gerente de Planejamento do GDF Presente. “O programa tem o poder de unir vários órgãos e realizar um trabalho efetivo dentro da mesma cidade, gerando uma resposta mais eficaz e rápida”.

Orla

Um dos principais serviços realizados nesta segunda (8) foi a instalação de uma barreira de contenção, feita com peças de concreto, para evitar a passagem de carros em direção à orla da QL 8. O pedido veio dos moradores da região e foi atendido pelo GDF Presente.

Em 2016, uma das casas do conjunto 1, localizada no lote 19, foi alvo de uma ação de recuperação de área pública, que retirou muros e cercas que impediam o acesso ao terreno ocupado irregularmente. Apesar do imóvel estar desocupado, a infraestrutura de toda a área externa, que inclui quadra de tênis, campo de futebol, trechos pavimentados e três tablados de madeira sobre o lago, era constantemente acessada por pessoas que realizavam reuniões com som automotivo.

“O pedestre vai continuar tendo acesso à orla do lago, fica agora proibido só o acesso de automóveis. A PMDF nos agradeceu pela iniciativa, porque eles atendiam muitos chamados de vândalos e de perturbação por causa de som automotivo”, relata Lucimário.