Governo do Distrito Federal
18/11/22 às 8h49 - Atualizado em 18/11/22 às 8h49

GDF Presente intensifica limpeza após estragos causados pelas chuvas

Programa esteve em São Sebastião, Jardim Botânico, Sudoeste e Sobradinho; houve recolhimento de árvores caídas, nivelamento de vias e reparos em erosões e crateras

Catarina Loiola, da Agência Brasília I Edição: Renata Lu

O programa GDF Presente está atento aos danos causados pelas chuvas na infraestrutura de todo o Distrito Federal. Nesta semana, foram executadas ações integradas com as administrações regionais e órgãos do executivo local para garantir a segurança e trafegabilidade da população.

Na área rural do Jardim Botânico, dois trechos do bairro São Gabriel precisaram de manutenções viárias após o temporal registrado no feriado de Proclamação da República (15). O trabalho foi realizado na quarta-feira (16).

Na rua 2 do bairro, houve a raspagem de um trecho pavimentado de cerca de 100 m, que estava repleto de montes de terra. “A enxurrada de água desceu com a terra para a via principal e formou montinhos parecidos com quebra-molas”, afirma o coordenador do Polo Leste, Leandro Cardoso.

Equipes trabalharam para retirar montes de terra em trecho no Jardim Botânico, após fortes chuvas na terça-feira | Foto: Divulgação

“A terra estava atrapalhando os motoristas, que poderiam se assustar e causar acidentes”, completa Cardoso, responsável por reparos no Itapoã, Jardim Botânico, Paranoá e São Sebastião.

Já na Rua 5, o temporal causou erosões em cerca de 300 m da via não pavimentada. O problema foi resolvido com o reaproveitamento do material retirado da Rua 2. “São ações que beneficiam todas as famílias que vivem na região. O residencial tem mais de mil moradores”, pontua o gerente de Obras da administração do Jardim Botânico, Marco Vinício.

As duas demandas viárias foram identificadas em vistoria. “Depois que os servidores souberam dos problemas, imediatamente as máquinas foram acionadas para desobstruir as vias. Tratam-se de situações pontuais causadas pela tempestade e que já foram resolvidas”, alega o administrador regional do Jardim Botânico, José Elias de Jesus.

Manutenção paliativa

Os moradores do Morro da Cruz, bairro localizado na área rural de São Sebastião, também têm sido afetados pelos temporais. O volume pluvial registrado entre os dias 14 e 16 desta semana foi suficiente para impedir o trânsito de veículos e a passagem de pedestres, além de causar danos às vias não pavimentadas.

“Como é uma área de declive, a chuva pega muita velocidade, deixando a rua danificada e cheia de erosões. Ficou bem crítico, muito alagado, as pessoas nem conseguiam sair de casa”, afirma o coordenador do Polo Leste, Leandro Cardoso.

Para melhorar a trafegabilidade dos moradores, uma equipe de 14 pessoas trabalha na correção dos desníveis e erosões com Resíduos de Construção Civil (RCC), doados pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU). O serviço ocorre desde o dia 10, mas, com as recentes chuvas, alguns pontos terão de ser refeitos.

Participam funcionários do GDF Presente, da administração regional de São Sebastião e reeducandos da Secretaria de Administração Penitenciária (Seape-DF). A frota de caminhões foi cedida pela Novacap: são oito caminhões trucados, duas motoniveladoras, um caminhão pipa, um rolo compactador e uma retroescavadeira.

Segurança

O temporal também causou estragos no pavimento da Avenida São Francisco do bairro Grande Colorado, em Sobradinho II; nas quadras 1, 5 e 7 e no Setor de Expansão Econômica de Sobradinho. “As chuvas abriram crateras e estragos no pavimento asfáltico”, afirma o coordenador do Polo Norte, Ronaldo Alves.

“Quando a água consegue infiltrar no solo, arranca um primeiro quadrado e depois o asfalto vira tapete”, completa a chefe da Divisão de Manutenção e Conservação de Vias da Novacap, Walquiria Marra. “Foi prejuízo total, os moradores não estavam conseguindo nem entrar na garagem de suas casas”, revela.

Uma força-tarefa foi acionada para solucionar o problema e devolver o conforto à população. “Fizemos a recomposição da base com material fresado e depois a capa asfáltica, recriando a malha viária do local”, explica Marra. O serviço ocorre desde a última semana, com a participação de 12 pessoas. Já foram usados cerca de dois metros cúbicos de fresado.

No Sudoeste e na Octogonal as chuvas registradas desde o começo deste mês derrubaram seis árvores, na QRSW 2, AOS 1 e AOS 6. O recolhimento foi feito nesta quinta-feira (17) por uma equipe da administração regional, com o apoio de um caminhão do Polo Central do GDF Presente.

Na mesma data, foram realizados reparos no asfalto, com o fechamento de buracos, na SQSW 300, 301 e 302. Foram gastos quatro toneladas de massa asfáltica, cedida pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF). O trabalho está sendo realizado desde a última semana, em diversos pontos da região.

O diretor de Obras da administração regional do Sudoeste, Josmar Fernandes, afirma que o atual objetivo da gestão é reduzir prejuízos causados pelas chuvas. Segundo ele, antes do período com alto índice pluvial, houve a limpeza de 600 bocas de lobo e, agora, ocorre a revisão da situação das estruturas.

“Costumeiramente, algumas quadras alagavam devido à falta de eficiência da drenagem. Mas, com a limpeza e revisão das bocas de lobo, estamos conseguindo minimizar a retenção de água e melhorar a vida dos moradores”, completa ele.

Contato

Reparos na infraestrutura podem ser solicitados pela população diretamente para as administrações regionais (https://www.df.gov.br/administracoes-regionais/) ou pela Ouvidoria, no site (https://ouvidoria.df.gov.br/) ou, ainda, pelo telefone 162.