Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/08/21 às 9h12 - Atualizado em 17/08/21 às 9h12

GDF Presente foca na mobilidade de áreas rurais e urbanas

COMPARTILHAR

No Recanto das Emas, 250 toneladas de material foram usadas para nivelar estradas. No Riacho Fundo, serviços se concentraram na Avenida Ipê e QN 7

 

O Polo Sul do GDF Presente trabalha intensamente na área rural do Recanto das Emas, com o patrolamento de estradas de chão na região de chácaras de Água Quente e do Residencial Nova Betânia. Ao todo, foram espalhados pelas vias dos dois setores 250 toneladas de restos de construção civil triturados, para nivelar as pistas e melhorar a trafegabilidade no local. O material reciclado foi doado pelo Serviço de Limpeza Urbana do DF.

 

Restos de construção civil triturados foram utilizados para tapar os buracos, nivelar as pistas e melhorar a trafegabilidade na região | Fotos: Divulgação GDF Presente

Foram usados no serviço, caminhões pipa e caçamba, além de pá carregadeira e patrola. Ao todo, entre oito e dez homens se envolveram na operação que terminou na semana passada. “Era uma demanda antiga dos chacareiros da região”, conta o coordenador do Polo Sul do GDF Presente, Carlos Alberto Silva. “Além de deixar a estrada plana, já que tapa os buracos, esse material acaba com a poeira, facilita, por exemplo, a passagem dos ônibus que levam a garotada da área rural para a cidade”, explica o servidor.

No Setor Placa da Mercedes, que fica no Riacho Fundo, sentido Plano Piloto, as ruas de chão batido esburacadas já não incomodam mais os comerciantes da região. Benedito José da Cruz, 73 anos, dono de um depósito de areia, ficou contente com o serviço das equipes do GDF Presente por lá. “Moro aqui desde 1969, é uma região que sempre esteve largada, horrível, mas agora estamos vendo melhorias. Estão arrumando tudo, tampando os buracos, jogando cascalho, fizeram até um quebra-molas, está ficando muito bom”, agradece o empresário.

“É uma área com várias empresas, indústrias de pequeno porte. Então, ter uma via de qualidade melhor favorece o trânsito de grandes cargas, os empresários estão gostando muito”, complementa o diretor de Obras da Administração Regional do Riacho Fundo, Ítalo de Freitas.

Obras e serviços de manutenção urbana também movimentaram o centro do Riacho Fundo com duas outras ações. Na Avenida Ipê, uma das mais movimentadas da RA e porta de entrada para a cidade, quase 10 toneladas de massa asfáltica foram usadas para fazer reparos nas duas pistas da via. Já na QN 07, o trabalho foi de ampliação do número de bueiros.

Para a administradora da cidade, Ana Lúcia Melo, a parceria do GDF Presente com as administrações regionais tem feito sucesso na comunidade. “São pedidos antigos da nossa população que o governador não tem medido esforços para que sejam concretizados”, destaca a gestora.