Governo do Distrito Federal
18/01/23 às 10h24 - Atualizado em 18/01/23 às 10h24

GDF investe R$ 8,9 milhões em reformas no Setor Comercial Sul

Obras nas quadras 3, 4 e 5 seguem modelo padronizado e incluem serviços como pavimentação, paisagismo, calçadas, escadas e rampas

Catarina Loiola, da Agência Brasília | Edição: Chico Neto

Local por onde passam diariamente mais de 150 mil pessoas, o Setor Comercial Sul (SCS) está em obras. O Governo do Distrito Federal (GDF) mobilizou mais de R$ 8,9 milhões para a reurbanização completa das quadras 3, 4 e 5, conforme modelo já implementado em outros pontos históricos e turísticos da capital federal.

Pisos estão sendo recuperados em toda a extensão do SCS: implementação de acessibilidade é trabalho prioritário | Fotos: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília

A reforma é padronizada: em todas as quadras haverá recuperação da pavimentação, reforma das calçadas, escadas e rampas, nova sinalização vertical e horizontal, reorganização dos estacionamentos, paisagismo e mobiliário urbano. Os projetos, elaborados pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), estão sendo executados pela Secretaria de Obras (SODF).

É o mesmo molde adotado na reforma da W3 Sul, do Setor de Rádio e TV Sul e do Setor Hospitalar Sul. “A proposta é que sejam áreas acessíveis a toda a população, dando fim às calçadas quebradas e deterioradas e aos estacionamentos irregulares. São ações que priorizam a segurança e o conforto de todos”, explica a engenheira Claudia Mansur, da Subsecretaria de Acompanhamento e Fiscalização da SODF.

Serviços em andamento

“Essa obra era uma demanda antiga da população e, principalmente, do próprio comércio; vai impactar a todos que frequentam o setor e é uma forma de valorizar a cidade”, pontua o administrador regional do Plano Piloto, Valdemar Medeiros.

O comerciante Josemir Dias está animado com as obras: “Será bom para o movimento de pessoas”

A Quadra 3 foi a primeira a receber máquinas e operários, em junho do ano passado. Atualmente, estão sendo feitos os assentamentos do piso tátil, que orienta pessoas com deficiência visual ou baixa visão sobre o caminho, e do piso de alerta, que aponta possíveis obstáculos no trajeto de pedestres, como escadas, rampas e elevadores.

Já na Quadra 5, onde as obras começaram em setembro de 2022, estão em andamento os serviços de concretagem de calçadas e travessias elevadas, assentamento de meios-fios, remoção de pedras portuguesas e nivelamento do solo. Na Quadra 4, por sua vez, há o assentamento de meios-fios e preparação para concretagem de calçadas. Por lá, a reforma começou em outubro do ano passado.

Melhorias para todos

Para quem trabalha na região, as obras trazem a expectativa de  atrair mais clientes. É o que ressalta Luciana de Souza, 47 anos, proprietária de um restaurante: “[A reforma] veio em boa hora para aumentar as vendas”. O comerciante Josemir Dias, 31, acrescenta que será uma porta de entrada para outras melhorias: “Será bom para o movimento de pessoas, e acho que vai trazer ainda mais foco para cá”.

Trabalhando no SCS há 27 anos, a comerciante Ana Cláudia Amorim, 48, entende que a melhor parte da reforma será a retirada das pedras portuguesas. “Sem a manutenção adequada, as pedras se deslocam e ficam no meio do caminho das pessoas, que acabam tropeçando, e ainda podem ser usadas para ameaças”, atenta. “Com certeza, a obra vai mudar o setor da água para o vinho”.

O projeto executivo e o edital para a contratação de empresa responsável pela reforma da Quadra 6 estão sendo elaborados. O investimento foi de R$ 1,5 milhão. A Praça do Povo, na Quadra 3, foi entregue à população totalmente reformada em setembro de 2021. Foram construídas novas calçadas, pista de skate e área para quiosques com acessibilidade, além da instalação de lâmpadas LED no local, que tem cerca de 2,8 mil metros quadrados.