Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/02/20 às 12h07 - Atualizado em 7/02/20 às 17h03

GDF cria sala permanente de combate ao Aedes

COMPARTILHAR

“A ideia é integrar todo mundo, porque a causa é de todos nós”, afirmou o secretário de Governo, José Humberto Pires.

 

Uma vez por semana, representantes de todo o Governo do Distrito Federal (GDF) se reunirão com um objetivo específico: o combate ao Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Uma sala permanente de monitoramento e gestão foi criada em reunião nesta quinta-feira (6) como mais uma estratégia para enfrentar a evolução das doenças na capital.

Os encontros serão no Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), na sede da Secretaria da Segurança Pública (SSP). Serão coordenados pela Subsecretaria de Políticas Públicas da Secretaria de Governo e terão caráter permanente. Tais definições foram acertadas na tarde desta quinta, quando se reuniram todas as áreas que, direta ou indiretamente, podem contribuir nas ações.

“Não tem ninguém que não queira vencer esta guerra. Estamos planejando há muitos dias, fizemos orçamento e somos capazes disso”, declarou o vice-governador do DF, Paco Britto, durante a reunião. A ideia é que todo o DF se mobilize para o enfrentamento. “Todos têm que participar. Cada um de nós, direta ou indiretamente, é um agente multiplicador de combate ao mosquito”, observou o chefe da Casa Civil, Valdetário Monteiro.

A união de esforços é necessária uma vez que o problema das arboviroses não é questão meramente de saúde, mas envolve fatores macrodeterminantes que estão em outros órgãos do governo, como saneamento básico, educação, segurança, cidades. Assim, a Secretaria de Saúde assume a missão técnica de dar o suporte para o controle vetorial do mosquito.

“A ideia é integrar todo mundo, porque a causa é de todos nós. As áreas de todo o governo não estão sendo convidadas, mas convocadas para colaborar e contribuir. Casos nos preocupam, mas esse ano o GDF está bem mais preparado e esperamos mais efetividade na colocação em prática das ações”, afirmou o secretário de Governo, José Humberto Pires.

Esforços 

O GDF tem atuado ativamente no enfrentamento ao Aedes aegypti. Em agenda na manhã desta quinta-feira, o governador Ibaneis Rocha convocou a população a combater de forma ativa e responsável o mosquito transmissor da dengue. Neste mesmo dia, a Unidade de Assuntos Religiosos e a Secretaria de Saúde (SES) lançaram uma campanha em parceria com lideranças religiosas e entidades assistenciais. A ideia é fazer um “dia D” de combate à dengue nos templos religiosos.

Os esforços do governo também envolvem a reabertura da sala de hidratação oral do Hospital da Região Leste (HRL, antigo Hospital do Paranoá) para reforçar o atendimento a casos suspeitos; vistorias de imóveis fechados com drones; e capacitação de servidores e contratação de pessoal.

Desde 24 de janeiro o DF está em situação de emergência de saúde pública, por tempo indeterminado, em razão da ameaça de epidemia de dengue e outras doenças.

Dicas para combater a proliferação do Aedes aegypti:

  • Tampe os tonéis e caixas d’água

  • Mantenha calhas sempre limpas

  • Deixe garrafas sempre viradas com o gargalo para baixo

  • Deixe ralos limpos e com aplicação de tela

  • Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia

  • Retire a água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa

Fonte: Jéssica Antunes da Agência Brasília