Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/02/21 às 15h51 - Atualizado em 17/02/21 às 15h50

Força-tarefa é resposta rápida na limpeza de Vicente Pires pós-temporais

COMPARTILHAR

Órgãos do GDF se aliam para tirar lama de ruas. Asfalto na EPTG é totalmente recuperado em menos de 24 horas depois da chuva

 

União de vários órgãos do GDF permitiu a rápida recuperação de Vicente Pires | Fotos: Divulgação/GDF Presente

 

Uma força tarefa do Governo do Distrito Federal (GDF), por meio de empresas públicas, da Administração Regional e do programa GDF Presente, recuperou, em menos de 36 horas, os estragos causados pelos temporais que caíram em Vicente Pires desde a noite de sexta-feira (12).

 

A contenção de uma cratera na Rua 4C, a retirada de lama e cascalho na Rua 10B e o recapeamento do asfalto arrancado pela força das águas na Estrada Parque Taguatinga (EPTG), no acesso à cidade, começaram a ser feitos já a partir da manhã de sábado (13).

Pelo menos 15 pessoas foram mobilizadas em ações que envolveram o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a Defesa Civil, a Administração Regional de Vicente Pires e o GDF Presente. Um caminhão, uma patrola (niveladora) e uma minicarregadeira foram utilizadas nos três dias de operação de limpeza.

 

“Essa operação mostrou a rapidez que o governo agiu no pronto atendimento a Vicente Pires nesse pós-chuva”, ressalta o coordenador do Polo Central II do GDF Presente, Rodrigo Caverna, sobre o plantão permanente mantido pelo governo durante o recesso de Carnaval. “Essa parceria entre os órgãos e o suporte do GDF Presente fizeram toda a diferença.”

 

O trabalho começou já no sábado com a retirada da terra e do cascalho levados pela enxurrada de um trecho ainda sem pavimentação para a Rua 10B. A lama invadiu parte do condomínio 132, que será lavado com o apoio de um caminhão pipa nesta quarta-feira (17).

 

Homens trabalham no fechamento do buraco na rua, 4C provocado pelo rompimento de uma adutora

Domingo e segunda

Já o domingo (14) foi dia de acionar a Defesa Civil para avaliar os danos causados por um rompimento na adutora de águas fluviais que abriu um buraco na Rua 4C. A empresa executora da obra foi acionada e iniciou o trabalho nesta terça-feira (16).

 

Ainda no domingo à noite, equipes do governo iniciaram o trabalho de retirada das placas de asfalto que cederam na pista marginal da EPTG, horas depois do estrago provocado pelo temporal. Na segunda-feira (15), o DER passou o dia recuperando a pista danificada e normalizando a circulação. “É importante ressaltar que no resto da cidade o trabalho inédito de drenagem promovido por essa gestão funcionou perfeitamente”, garantiu o chefe de gabinete da administração regional Admilson Teixeira.

 

Administrador regional de Vicente Pires, Daniel de Castro atribui ao empenho coletivo dos órgãos do governo a resposta rápida dada aos estragos causados pelas chuvas. “Temos 99% dos problemas resolvidos. Para nós não tem sábado, domingo ou feriado quando a necessidade é atender a população”, garante ele.

Morador e síndico do condomínio afetado pelo vazamento da adutora na 4C, o analista de sistemas Michel da Silva Passos, de 43 anos, reforça a declaração de Daniel de Castro. “A administração se mostrou muito empenhada em resolver o problema e nos atendeu tão logo foi acionada”, conta.

 

HÉDIO FERREIRA JÚNIOR, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: MÔNICA PEDROSO