Governo do Distrito Federal
7/03/22 às 15h54 - Atualizado em 7/03/22 às 15h54

Escolas reformadas, estudantes beneficiados

Após o trabalho árduo feito durante a suspensão das atividades presenciais, alunos e professores de dois colégios do Gama usufruem das novas estruturas

Durante o período em que as aulas presenciais foram suspensas, o ambiente nas escolas estava diferente do normal: em vez dos estudantes, eram operários que percorriam os corredores e salas de aula, fazendo diversas reformas. No Gama, após um investimento de cerca de R$ 12 milhões em melhorias nas 50 escolas da região, agora é hora dos estudantes e professores aproveitarem os novos espaços.

No CEd 08, todo o piso foi trocado, painéis de cerâmica cobrem as paredes dos corredores e as 16 salas de aula foram melhoradas | Fotos: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília

“É quase uma outra escola”. Assim define a diretora do Centro Educacional (CEd) 08, Eufrásia de Souza Rosa, ao resumir o que era o local antes e depois das reformas. Todo o piso foi trocado, painéis de cerâmica cobrem as paredes dos corredores. As 16 salas de aula também foram melhoradas e agora possuem quadros de vidro.

A biblioteca do CEd 08 também foi completamente reformada, ganhando novas estantes e mesas. Com o apoio da Secretaria de Economia, o laboratório de informática foi totalmente equipado com novas máquinas. Os trabalhos também foram realizados na parte administrativa, em especial na sala dos professores, da coordenação e da direção.

Eufrásia ressalta o impacto das melhorias para os alunos e a comunidade escolar. “Uma coisa caminha com a outra, o cuidado com a estrutura faz melhorar a parte pedagógica, que deu um salto enorme. A comunidade acolheu a escola, os pais elogiaram muito. É um sentimento de pertencimento”, destaca a diretora do CEd 08, que atende a cerca de 1,2 mil alunos do 7º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio.

Em outro ponto da região, os estudantes da Escola Classe (EC) 21 também voltaram às atividades presenciais com muitas novidades. Na parte externa, está sendo finalizado um espaço de convivência, que foi criado do zero, com mesas, cadeiras e bancos para os estudantes. Nas paredes, as decorações simulam em um lado o ambiente rural, e no outro o urbano.

“Tudo isso foi feito com um foco pedagógico, para ajudar no processo de educação dos nossos estudantes”, afirma a diretora da EC 21, Cida Serpa

Na área interna, o pátio também recebeu pinturas especiais de diferentes temáticas, como o mar, o espaço e a floresta, que servem como ferramentas pedagógicas para os cerca de 350 estudantes matriculados em turmas do jardim de infância e do 1º ao 5º ano do ensino fundamental.

A diretora da EC 21, Cida Serpa, detalha a importância dos investimentos feitos no local. “Tudo isso foi feito com um foco pedagógico, para ajudar no processo de educação dos nossos estudantes. Os pais estão muito felizes com a nova estrutura e perceberam que o trabalho que fazemos é em prol das crianças”, afirma.

A coordenadora regional de ensino do Gama, Cássia Nunes, ressalta que o trabalho para beneficiar os cerca de 33 mil estudantes matriculados nas instituições da região vai além das reformas estruturais. “A pandemia trouxe prejuízos pedagógicos a longo prazo e, para mitigá-los, estamos executando projetos interventivos focados na recuperação das aprendizagens”, relata.

Além de verbas do Programa de Descentralização Financeira e Orçamentária (Pdaf), as reformas no CEd 08 e na EC 21 também puderam ser feitas com emendas parlamentares dos deputados distritais Daniel Donizet, Martins Machado, Jacqueline Silva, Roosevelt Vilela, Arlete Sampaio, Chico Vigilante, Reginaldo Veras e Leandro Grass.

Flávio Botelho, da Agência Brasília I Edição: Débora Cronemberger