Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/03/21 às 8h06 - Atualizado em 3/03/21 às 8h06

Equipes acabam com duas grandes erosões no Sol Nascente/Pôr do Sol

COMPARTILHAR

Trabalhos feitos por 20 operários garantem a segurança de mais de quatro mil moradores na região. E entulhos também são retirados da região

 

Equipes do GDF Presente trabalham para conter a cratera que, com o passar do tempo e as fortes chuvas, ficou próxima a casas do Residencial Cachoeirinha | Foto: Divulgação/GDF Presente

 

Equipes do Polo Oeste do GDF Presente estão atuando na região administrativa do Sol Nascente/Pôr do Sol para acabar com uma erosão de 10 metros de profundidade. Com o passar do tempo e as fortes chuvas, a cratera chegou a ficar próxima a casas do Residencial Cachoeirinha. Além de beneficiar os cerca de quatro mil moradores da região, a ação também evita a proliferação do mosquito transmissor da dengue, pois no buraco havia entulho.

 

Cerca de 20 operários trabalham com várias máquinas: caminhões, tratores, pá carregadeira, rolo compactador e patrol. Na segunda-feira (1º), foram utilizados 150 toneladas de restos de materiais de construção. Os resíduos foram cedidos pela administração regional. “Também estamos construindo desvios para quando chover não causar transtornos aos moradores. Dessa forma, a água seguirá direto para o córrego próximo”, informa o coordenador do Polo Oeste, Devanir Martins.

 

As bacias de contenção, em frente à Escola Classe JK, nos Trechos 2 e 3, foram limpas. As equipes retiraram seis toneladas de lixo e entulho | Foto: Divulgação/GDF Presente

Morador do Residencial Cachoeirinha há 19 anos, Sandro Alicácio, 49, diz que se sente aliviado com a chegada do programa à região. “Há algum tempo a erosão só aumenta, principalmente por causa das chuvas cada vez mais fortes, e estava próxima às casas. A gente tinha medo de acontecer algum acidente, mas acreditamos que depois do trabalho do governo essa situação será resolvida”, comenta o vigilante.

 

Na semana passada, o GDF Presente também deu fim a uma erosão em frente ao Condomínio Gênesis. Para conter o buraco de aproximadamente cinco metros de profundidade, foram necessários cerca de mil toneladas de restos de materiais de construção.

 

“Essas ações conjuntas são uma forma de dar uma resposta rápida e efetiva para a comunidade”, destaca o administrador do Sol Nascente/Pôr do Sol, Cláudio Ferreira.

 

Limpeza

As bacias de contenção, em frente à Escola Classe JK no Trecho 2 e 3, também foram limpas. Ao todo, foram retiradas seis toneladas de lixo e entulho. “Materiais plásticos, como copos, garrafas e sacolas, estavam entupindo as grelhas espalhadas pela cidade e atrapalhando o escoamento da água”, explica o coordenador do Polo Leste, Devanir Martins.

 

ANA LUIZA VINHOTE, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: FREDDY CHARLSON