Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
27/12/23 às 10h55 - Atualizado em 27/12/23 às 10h55

Empreendedores do DF e da Ride receberam mais de R$ 1 bilhão em créditos

Os recursos foram garantidos por meio do FCO, com o objetivo de impulsionar os negócios nas áreas empresarial e rural. Esse é o maior valor indicado em um ano

Adriana Izel, da Agência Brasília | Edição: Carolina Lobo

Como forma de incentivar o desenvolvimento do setor empresarial e rural no Distrito Federal e na Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride), o Governo do Distrito Federal (GDF) aprovou, ao longo de 2023, o maior número de empréstimos diretos e indiretos solicitados pelo Fundo de Financiamento do Centro-Oeste (FCO). Neste ano, foram liberados R$ 1.174.553.397,81 para empresas e produtores rurais. Esse é o maior valor indicado dos últimos anos.

“Nós fizemos reuniões recordes com o maior número de processos possíveis para não perdermos esse recurso federal, sempre priorizando as empresas de Brasília. Aprovamos todos os processos que chegaram e que estavam respeitando as regras. Foi mais de R$ 1 bilhão para empreender no DF e na Ride”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Thales Mendes.

Do valor total, 33% foram destinados a empreendedores do DF, o que corresponde a R$ 381.950.811,87 de 111 cartas-consultas. O restante foi para empresários e produtores do Goiás, o que representou R$ 792.712.585,94 em crédito para os municípios ao redor da capital federal a partir de 287 cartas-consultas.

Os recursos foram indicados para as áreas de transporte rodoviário, comércio varejista, atividade rural, agropecuária, serviço de educação, equipamentos da construção civil e equipamentos agrícolas.

Os recursos foram destinados para equipamentos agrícolas, atividade rural e agropecuária, bem como para as áreas de transporte rodoviário, comércio varejista, serviço de educação e equipamentos da construção civil | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Ao financiar novos empreendimentos, o governo auxilia o desenvolvimento das regiões administrativas. “O FCO, de fato, busca trazer novas tecnologias, novas oportunidades de emprego e mais arrecadação para a nossa cidade”, afirma Mendes. Segundo o secretário, dessa forma, cria-se um caminho virtuoso no DF. “Um programa que financia as empresas gera mais emprego para as pessoas que estamos qualificando e que fazem parte dos nossos programas assistenciais”, defende.

Para que no próximo ano a aprovação de crédito cresça ainda mais no Distrito Federal, o governo pretende lançar duas unidades móveis para circular pelos polos de desenvolvimento. “A nossa ideia é fomentar para que as pessoas possam apresentar ainda mais projetos. Queremos que eles entrem com novos processos para que possamos emprestar mais”, comenta o titular da pasta.

FCO

O Fundo de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) foi criado pela Constituição Federal de 1988 para promover o desenvolvimento econômico e social da região Centro-Oeste. O fundo oferta crédito com baixas taxas de juros e longo prazo de pagamento.

É voltado para empresas e produtores rurais que desejam iniciar, ampliar ou modernizar as atividades produtivas. Podem solicitar o crédito empresários ou produtores rurais que desenvolvem atividades no DF, em Goiás, no Mato Grosso ou Mato Grosso do Sul. Os financiamentos do DF e do Goiás são aprovados por uma comissão presidida em Brasília.