Governo do Distrito Federal
26/12/22 às 10h18 - Atualizado em 26/12/22 às 10h18

Distribuição de 625 toneladas de adubo orgânico beneficia produtores rurais

Iniciativa atende assentados da reforma agrária e agricultores familiares

Agência Brasília* I Edição: Débora Cronemberger

Cerca de 625 toneladas de adubo orgânico estão sendo distribuídas a produtores de todo o DF, como forma de fomentar a geração de renda no campo e promover a inclusão produtiva da população rural. A ação, executada pela Secretaria de Agricultura (Seagri), começou atendendo os assentados da reforma agrária e será estendida também a agricultores familiares.

Distribuição de adubo orgânico busca apoiar a agricultura familiar | Foto: Divulgação/Seagri

Ao todo, serão mais de 24 mil sacos de adubo orgânico, distribuídos a aproximadamente 245 produtores. Eles terão direito de receber 100 sacos, totalizando 2,5 toneladas para cada.

“O principal objetivo é fomentar a agricultura familiar por meio da produção de hortaliças, de folhosas, e até mesmo frutas”, explicou o subsecretário de Política Sociais Rurais da Seagri-DF, William Barbosa.

Produtora no assentamento Estrela da Lua, na região do Paranoá, Cristina Miranda conta que a entrega ajudou em um momento complexo de sua produção. “Essa entrega foi muito importante e chegou em um momento realmente necessário. Foi um ano difícil e, devido à minha situação financeira, eu não teria condição de comprar adubo bom e orgânico igual a esse para usar na produção.”

Os recursos necessários para a ação foram adquiridos por meio de emendas parlamentares do deputado distrital Valdelino Barcelos, no valor de R$ 300 mil, e da deputada distrital Arlete Sampaio, no valor de R$ 200 mil, em um total de R$ 500 mil investidos na agricultura familiar do Distrito Federal.

A entrega de adubo orgânico aos produtores é apenas a primeira etapa da ação. A Seagri pretende também oferecer sementes, incluindo culturas como alface, rúcula, quiabo, beterraba e cenoura.

“São diversos kits de insumos que serão entregues a vários produtores do DF até abril do ano que vem. No pacote todo, vamos entregar ainda kits bem robustos, com sementes e mudas”, finalizou o subsecretário da Seagri-DF.

Atualmente produtora de mandioca, quiabo e maracujá, Cristina Miranda se empolga também com a ideia de praticar outras culturas no futuro. “Tenho novas projeções de plantio para o próximo ano, e seria ótimo receber esses outros insumos. Eles são de um valor econômico muito grande, pois ajudam não só na comercialização, mas também na plantação”, finaliza.

*Com informações da Seagri-DF