Governo do Distrito Federal
5/10/22 às 12h31 - Atualizado em 5/10/22 às 12h31

De outubro a março, serão plantadas 100 mil mudas no DF

Das árvores a serem distribuídas por diferentes regiões administrativas, 40% serão ipês

Catarina Lima, da Agência Brasília | Edição: Rosualdo Rodrigues

De outubro deste ano até março de 2023, o Departamento de Parques e Jardins (DPJ) da Novacap fará o plantio de 100 mil mudas de árvores nas áreas públicas do Distrito Federal. Do total, 40% serão de ipê, árvore que tanto encanta brasilienses e turistas com suas flores brancas, amarelas, rosas e roxas.

Hoje, ao contrário da época da construção de Brasília, quando a Avenida W3 Sul foi toda arborizada em apenas uma noite, o DPJ aproveita os meses de seca, de maio a setembro, para avaliar a necessidade de plantio em cada região administrativa. “Fazemos uma avaliação para determinar as áreas que receberão as mudas na época de plantio”, explica o chefe do DPJ, Raimundo Silva.

O Sudoeste, por exemplo, receberá dez vezes mais árvores do que as que foram arrancadas para a construção do viaduto entre a cidade e a Epia. Segundo Raimundo, em todo o DF existem hoje 5 milhões de árvores, entre frutíferas e ornamentais, todas do cerrado. “Procuramos as espécies em até 500 quilômetros de distância. Buscamos trazer o melhor para o DF”, destacou o chefe do DPJ.

Do total de mudas plantadas, 40% serão de ipê, árvore que encanta brasilienses e turistas com suas flores brancas, amarelas, rosas e roxas | Fotos: Tony Oliveira/Agência Brasília

Proibição

Raimundo Silva alerta a população do DF que é proibido a particulares plantar e realizar poda em áreas públicas da cidade, de acordo com o Decreto nº 39.469/2018. “Quem planta em terreno público está sujeito a responder por crime ambiental. Noventa por cento das árvores que caem no período de chuvas são plantadas irregularmente”, avalia o chefe do DPJ.

A proibição se dá porque o cultivo feito por particulares costuma provocar problemas como plantio de espécies inadequadas ou embaixo de fios de alta tensão e acima de redes de águas pluviais. Com isso, raízes se aprofundam e invadem as redes de água, esgoto, telefone e eletricidade. Há ainda a possibilidade de as copas das árvores invadirem janelas dos apartamentos e casas e interferirem, ainda, nas fundações prediais.

No entanto, os moradores podem sugerir ou solicitar à Novacap que faça o plantio de determinada árvore em sua região. A solicitação será analisada pelo DPJ.