Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/03/20 às 10h46 - Atualizado em 2/03/20 às 10h46

Corrida Escoteira das Cores movimenta Eixão do Lazer  

COMPARTILHAR

Evento, que contou com apoio do GDF, marca abertura das atividades de 2020

 

 

Muita animação e alegria marcaram a abertura das atividades de 2020 dos cerca de quatro mil escoteiros do Distrito Federal. Acompanhados por amigos e familiares, eles se reuniram neste domingo (1°), no Eixão do Lazer, na altura da Superquadra 102 Sul, onde foi dada a largada da Corrida Escoteira das Cores. Este ano, pela primeira vez, o evento contou com o apoio do GDF.

Os secretários de Governo, José Humberto Pires; da Educação, João Pedro Ferraz; do Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira, e o presidente do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Edson Duarte, estiveram presentes e foram homenageados com a Medalha da Gratidão.

 

Reconhecimento

“Estamos todos muito felizes com esse apoio, não só na logística para a realização deste evento, como no reconhecimento da importância do escotismo para a sociedade”, comorou a presidente dos Escoteiros do Distrito Federal, Adriana Frony.

Ela destacou a regulamentação do Decreto 40.219, de 31/10/19, que trata do escotismo como método complementar de educação e institui reserva de áreas para a prática da atividade em todas as regiões administrativas do DF.

“Os escoteiros fazem um trabalho incrível de promover a cidadania, a preservação ambiental, ajuda ao próximo, e é de interesse do governo sempre apoiar ações como essas desenvolvidas pelos escoteiros”, ressaltou o secretário Mateus Oliveira.

 

Corrida das Cores

Com um percurso de quatro quilômetros, a Corrida Escoteira das Cores tem como objetivo conectar os brasilienses e os escoteiros de todo o Distrito Federal. Os participantes costumam dar a largada vestidos de branco, e em alguns pontos acontece uma explosão de diferentes cores sobre eles.  Ao final, são há jogos e atividades que celebram o tema anual do evento, “Escoteiros – os Líderes do Futuro”.

 

* Agência Brasília com informações da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh)