Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
14/03/24 às 11h03 - Atualizado em 14/03/24 às 11h03

Concretagem da via Epig no sentido EPTG começa nesta quinta (14)

Para que o serviço seja executado, duas faixas da pista que liga o Eixo Monumental à Epia serão interditadas em um trecho de 150 metros

Por Agência Brasília* | Edição: Carolina Caraballo

Os motoristas que trafegam pela Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig) em direção à Estrada Parque Taguatinga (EPTG) devem ficar atentos. A partir desta quinta-feira (14), será iniciada a concretagem da faixa mais à esquerda da via, na altura do viaduto que passa sobre a Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia). Para a execução do serviço, duas faixas serão interditadas em um trecho de 150 metros.

 

 

“Vamos iniciar a concretagem da via por aquela faixa reversa que foi desativada há alguns dias. Devido ao tamanho do maquinário utilizado no serviço, será preciso interromper o tráfego de veículos nas duas faixas mais à esquerda”, explica Carlos Magno, engenheiro da Secretaria de Obras.

Segundo ele, a tendência é que o impacto no trânsito seja minimizado, uma vez que a faixa mais à esquerda da via está interditada desde o início dos serviços de concretagem, em janeiro. “Conforme os serviços forem avançando, novas intervenções viárias serão adotadas na região. Está prevista, inclusive, a adoção de faixa reversa no sentido Epig/EPTG para os próximos dias”, concluiu.

No sentido contrário da via, da EPTG para a Epig, onde a concretagem encontra-se em estágio avançado, não haverá qualquer alteração no trânsito.

 

Arte: Divulgação/ SODF

 

Sobre a obra

As obras de requalificação da via Epig incluem a implantação de faixa exclusiva para BRT e a construção de 9 viadutos, estações BRT, passagens para pedestres e ciclovias. Por questões de logística e segurança, as obras são divididas em seis trechos.

O primeiro trecho em execução, situado na interseção da EPTG com a Epig, abrange a implantação de corredor BRT, a construção de dois novos viadutos, instalação de ciclovias e obras de drenagem, pavimentação, sinalização, paisagismo, calçadas e mobiliário urbano.

 

*Com informações da SODF