Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
1/04/24 às 10h03 - Atualizado em 1/04/24 às 10h03

Começa a montagem das novas tendas de acolhimento a pacientes com dengue

Estruturas vieram de Tocantins e estão sendo distribuídas nas regiões dos 11 novos espaços de atendimento da população. Águas Claras, Gama e Guará foram as primeiras cidades a receber os materiais

Por Adriana Izel, da Agência Brasília | Edição: Débora Cronemberger

 

A montagem das novas tendas de acolhimento dos pacientes com dengue teve início neste domingo (31). O caminhão com as primeiras estruturas chegou no Distrito Federal vindo de Tocantins (TO) no começo da tarde. As cidades de Águas Claras, Gama e Guará foram as primeiras a receber os materiais que serão usados para a implantação das unidades de atendimento, com as estruturas sendo descarregadas nos estacionamentos da Unidade Básica de Saúde (UBS) 1 do Areal, UBS 1 do Guará e do Hospital Regional do Gama (HRC).

Montagem, no estacionamento do Hospital Regional do Gama, da tenda de acolhimento a pacientes com dengue | Foto: Divulgação/SES

Por se tratar de uma das tendas com funcionamento 24 horas, a unidade do Gama foi a primeira a ter o esqueleto da tenda armado e firmado, um serviço com duração de aproximadamente três horas. A unidade passará pelas demais etapas nos próximos dias: disposição do piso elevado, implantação das divisórias para os consultórios, instalação de mobiliário e equipamentos (como os ares-condicionados para a climatização do ambiente) e aterramento.

Nesta segunda-feira (1º/4), a montagem começa no Guará e segue para as áreas de Planaltina e Paranoá. No mesmo dia, mais dois caminhões chegarão ao DF com as estruturas das demais tendas. Plano Piloto, Varjão, Vicente Pires, Taguatinga, Ceilândia e Samambaia são as outras regiões administrativas que serão beneficiadas com as novas tendas de acolhimento.

“A nossa equipe da Saúde está acompanhando toda a montagem da estrutura, porque o governo quer que as tendas estejam disponíveis para a população o mais rápido possível”, afirma o subsecretário de Infraestrutura na Saúde da SES-DF, Leonídio Neto.

Estrutura complexa

Caminhão chega à UBS do Areal com o material da tenda de acolhimento para casos de dengue

As novas tendas de acolhimento atuarão como hospitais de campanha, próximos a unidades de Saúde, como hospitais, unidades de pronto-atendimento (UPAs) e UBSs.

Devido à maior complexidade das estruturas, elas necessitam de pontos de energia e de água, além de rede de esgoto, serviços que são preparados pela área de engenharia da Secretaria de Saúde (SES-DF). Todas contam com caídas e calhas de água para drenagem, piso elevado, consultórios, mobiliários, equipamentos e climatização.

O atendimento dos pacientes será feito por uma equipe selecionada pelo vencedor do edital de chamamento público para a formação do convênio. Além de uma equipe própria, a instituição responsável fornece toda a parte estrutural, além de insumos e medicamentos.

Cada tenda terá um coordenador, três médicos (entre esses, um pediatra), um enfermeiro, dois técnicos de enfermagem, dois técnicos de laboratório, um especialista em laboratório (biomédico ou farmacêutico bioquímico), dois apoios administrativos, um farmacêutico, pessoal de limpeza e pessoal de segurança.

Atendimento

Serão oito tendas com atendimento diário das 7h às 19h no Plano Piloto, Vicente Pires, Varjão, Taguatinga, Planaltina, Águas Claras, Ceilândia e Samambaia. Outras três funcionarão 24 horas no Gama, Guará e Paranoá.

Desde o início do ano, o DF já conta com nove tendas de hidratação, espalhadas por várias regiões do DF: Sol Nascente, Brazlândia, Ceilândia, Estrutural, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião e Sobradinho. Como suporte à assistência nas UBSs, entre 20 de janeiro e o dia 14 deste mês, os espaços atenderam mais de 63 mil pacientes, uma média de 1,2 mil por dia.

Confira onde serão instaladas as novas tendas de acolhimento a pacientes com sintomas de dengue:

Com funcionamento 24h

→ Gama: estacionamento do Hospital Regional do Gama (HRG)

→ Guará: em frente à UBS 1

→ Paranoá: estacionamento do Hospital da Região Leste

Com funcionamento diário, das 7h às 19h

→ Plano Piloto: estacionamento do Hospital Regional da Asa Norte (Hran)

→ Vicente Pires: estacionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA)

→ Varjão: atrás da UBS 1

→ Taguatinga: estacionamento do ambulatório do Hospital Regional de Taguatinga (HRT)

→ Planaltina: Policlínica da região

→ Águas Claras: estacionamento da UBS 1 do Areal

→ Ceilândia: estacionamento do Hospital Regional de Ceilândia (HRC)

→ Samambaia: estacionamento da UBS 7

**Ceilândia e Samambaia, que já contam com uma tenda de atendimento, também serão beneficiadas com mais um espaço de acolhimento.