Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/01/21 às 6h56 - Atualizado em 29/01/21 às 7h01

Circuito Rajadinha se destaca e recebe Troféu Athos Bulcão

COMPARTILHAR

Projeto foi reconhecido entre as iniciativas que fortalecem Brasília como destino turístico

 

Projeto da Emater ficou com o terceiro lugar em uma das 23 categorias. Foram mais de 400 inscritos | Foto: Divulgação/Emater

 

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do DF (Emater) e produtores que compõem o projeto Circuito Rajadinha receberam, nesta quinta-feira (28), o Troféu Bronze Athos Bulcão pela terceira colocação no Prêmio Brasília: O Novo Olhar do Turismo. O Circuito Rajadinha, projeto de turismo rural da empresa, ficou em terceiro lugar na categoria Experiências Autênticas – Turismo Criativo e Turismo de Base Comunitária.

 

O concurso é coordenado pela Secretaria de Turismo (Setur), em parceria com Fecomércio, Sesc, Senac e Fundação Athos Bulcão. A identidade visual e o troféu prestam uma homenagem ao pintor, escultor e desenhista Athos Bulcão, ícone da representatividade brasiliense.

 

Sob o olhar orgulhoso da mentora do projeto, a extensionista rural Zaida Regina, coordenadora de turismo rural da empresa, e dos produtores do circuito, a presidente da Emater, Denise Fonseca, recebeu o troféu das mãos da secretária de Turismo, Vanessa Mendonça. A cerimônia foi realizada na Chácara Sol Orquidário, uma das integrantes do projeto Circuito Rajadinha.

Incentivo turístico

 

O prêmio foi criado para homenagear profissionais e iniciativas que contribuíram para o fortalecimento de Brasília como destino turístico nos últimos 24 meses. Ao todo, houve vencedores em 23 categorias, divididas entre Profissionais e Iniciativas. Foram mais de 400 inscritos.

 

Uma comissão julgadora composta por representantes da Setur e entidades convidadas selecionou os principais de cada categoria, por meio de critérios que vão desde a eficiência das ações implementadas à capacidade de aplicação das iniciativas em outros locais.

 

Crescimento rural

“Cada vez mais, o que a gente deseja é que haja condição para que os produtores e os empresários possam permanecer, junto às suas famílias, onde eles estão, e que de geração para geração a gente possa formar e incentivar esse crescimento local”, destacou a secretária de Turismo.

 

“Na verdade, quem venceu esse prêmio foi o Distrito Federal, que ganha na exposição de suas belezas naturais e revela ao mundo o carinho com que nossos produtores e suas famílias acolhem os turistas”, resumiu a presidente da Emater.

 

“Eu estou aqui hoje como alguém que teve o privilégio de ver o nascimento dessa ideia e o crescimento desse projeto”, disse o presidente da Ceasa, Sebastião Márcio, extensionista da Emater. “A minha satisfação é imensa de ver os pequenos passos. É como ver uma criança crescer. Eu imagino que vocês [produtores do circuito] não têm ideia da transformação que estão promovendo na região, na propriedade e na própria vida de cada um.”

 

Circuito Rajadinha

Criado para unir o turismo rural à venda de mercadorias da agricultura familiar, o Circuito Rajadinha já está consolidado como um dos mais tradicionais eventos de turismo rural do DF, que tem início no primeiro fim de semana de agosto, com a Feira da Colônia. Durante o evento, os visitantes têm acesso a exposição de produtos, programação cultural e oficinas.

 

Logo após a feira, começa a temporada de visitação às chácaras do circuito, quando o público pode agendar com os produtores participantes do projeto e conhecer de perto as propriedades, as produções e o que cada uma tem a oferecer. A iniciativa foi pensada como forma de inserção dos produtores na cadeia do turismo rural, estimulando a economia local por meio da venda de produtos agrícolas e valorizando o roteiro turístico.

 

“Esse projeto está fazendo a diferença para os produtores”, frisou a extensionista Zaida Regina. “Nossa expectativa é crescer cada vez. A ideia é trazer mais produtores para o circuito, trabalhar a diversidade nas propriedades e tornar o projeto cada vez mais atrativo para o público.”

 

* Com informações da Emater

AGÊNCIA BRASÍLIA * | EDIÇÃO: CHICO NETO