Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/04/21 às 14h02 - Atualizado em 20/04/21 às 14h02

Casos de dengue caem 76,7% em Samambaia

COMPARTILHAR

Comunidade e governo realizaram ações para o menor contágio da doença

 

A comunidade ajudou cuidando do próprio quintal e denunciando imóveis, terrenos e lotes abandonados e com água parada | Foto: Divulgação/Administração de Samambaia

 

Em comparação ao mesmo período do ano passado, houve uma redução de 76,7% dos casos de dengue em Samambaia. O grande avanço foi possível graças ao envolvimento da comunidade, na ação diária de combate ao mosquito transmissor, e pelas denúncias de terrenos baldios e lotes abandonados – que acumulavam água parada.

 

Somente em 2020, a Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival), núcleo pertencente à Secretaria de Saúde, fez 71.703 visitas em Samambaia, orientando os moradores a como identificar os possíveis focos, além de serviços pelas ruas com carro fumacê e sanitização de espaços públicos – por oito vezes – em estações de metrô e delegacias.

 

Essas ações ocorreram de forma conjunta, entre a população, a Dival e a administração regional da cidade. Segundo a gerente da Dival do núcleo Samambaia, Gisele da Silva, o fato das pessoas estarem mais em casa, por causa da pandemia, foi um dos motivos dessa redução. “A população estava boa parte do ano fazendo trabalho de forma remota, em casa, isso contribuiu para que cuidassem mais do seu quintal”. A gerente ainda conclui. “Com o número de visitas, os agentes sempre reforçavam as medidas de prevenção de não deixar nada que possa acumular água em casa. Todos esses fatores contribuíram“, afirma.

 

O administrador da região, Gustavo Aires, agradeceu pelo esforço de todos. “Essa diminuição dos casos traz certo alívio, em ver como esse trabalho diário, de pouco em pouco, vai somando as forças pra que o menor número possível de pessoas sejam infectadas”, comentou Aires.

 

*Com informações da Administração de Samambaia

AGÊNCIA BRASÍLIA* | EDIÇÃO: MÔNICA PEDROSO