Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/10/21 às 10h59 - Atualizado em 22/10/21 às 10h59

Caminhos mais seguros e limpos para o Sudoeste

COMPARTILHAR

Com ajuda do GDF Presente, administração reforma calçadas, meios-fios e recolhe lixo ao longo da 4ª Avenida

Os trabalhos de construção de passeios estão sendo executados por funcionários e reeducandos da Fundação Nacional de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap)  | Fotos: Tony Oliveira/Agência Brasília

 

“Essa travessia segura e mais acessível é importante não só para os pedestres, inclusive os idosos, mas também para os ciclistas. São muitas as ciclovias em todo o bairro”, explica a técnica de segurança do trabalho Ivana Lacerda, presidente da Associação dos Moradores da QRSW. “Essa parte aqui do Sudoeste tem muito mais movimento do que nas superquadras”, emenda.

Além da reforma nas calçadas, os meios-fios de toda a 4ª Avenida foram pintados por uma equipe do Serviço de Limpeza Urbana (SLU). A próxima tarefa é do Detran, que fará a faixa de pedestres e a sinalização no local. Segundo a administradora regional Walkiria Garcia, há ainda um estudo para colocar radares de velocidade na pista.

“Nosso objetivo, com o apoio do GDF Presente, é intensificar os trabalhos em toda a região administrativa. Vamos seguir investindo em mobilidade com a criação de mais calçadas e estacionamentos”, explica a gestora.

300 metros de calçadas

Por sinal, servidores da administração e nove reeducandos da Fundação Nacional de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap) – órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania – trabalham no momento na construção de 65 metros de passeios, próximo a uma maternidade particular. O governo está fazendo parte das calçadas e a clínica está complementando com recursos próprios a criação de mais 230 metros na parte lateral. “Fica mais seguro para a gente se deslocar né, muitas vezes com bebês e crianças”, comenta a diarista Wladia da Costa, 42 anos.

“Esse trabalho de parceria é muito proveitoso. Nosso objetivo é também empoderar a administração com maquinário, mão-de-obra, articulação com a Novacap para atender às diversas demandas das regiões administrativas”, conclui o coordenador do Polo Central do programa, Luciano Almeida.