Governo do Distrito Federal
16/12/22 às 12h32 - Atualizado em 16/12/22 às 12h38

Brasília é a 4ª melhor cidade para fazer negócios no agro

Capital subiu uma posição em relação à pesquisa com 100 municípios feita pela consultoria Urban Systems e divulgada na revista Exame

 

Agência Brasília* I Edição: Débora Cronemberger

 

Com mais de 20 mil produtores rurais e uma atividade agropecuária que alcançou R$ 4,5 bilhões em 2021, Brasília é a 4ª melhor cidade para fazer negócios no agro, segundo pesquisa feita pela consultoria Urban Systems, divulgada pela revista Exame de dezembro. Foram considerados dados referentes até outubro de 2022, com análise de municípios com mais de 100 mil habitantes, e em seis eixos econômicos: comércio, serviço, indústria, mercado imobiliário, educação e agropecuária.

Nesta nona edição da pesquisa, foram avaliados mais de 60 quesitos e indicadores somando as seis áreas econômicas, com análises referentes à infraestrutura de saneamento, transportes, mobilidade urbana, logística e telecomunicações.

O setor com maior crescimento, na análise da agropecuária do DF, foi o das grandes culturas, como soja | Foto: Divulgação/Emater-DF
Na agropecuária, Brasília ficou atrás apenas de Tangará da Serra (MT), Três Lagoas (MS) e Rio Verde (GO), primeiro colocado no ranking. Em 2021, o valor bruto de produção (VBP) do Distrito Federal subiu pelo sexto ano consecutivo. O VBP é calculado multiplicando o valor da produção de cada produto agrícola e da pecuária pelos preços médios recebidos pelos produtores. Em 2021, a produção agropecuária do Distrito Federal alcançou R$ 4,5 bilhões, um crescimento de 27,3% em relação a 2020, que foi de pouco mais de R$ 3,5 bilhões.

O setor com maior crescimento no DF foi o das grandes culturas (milho, soja, feijão, sorgo, feno), com VBP de R$ 1,7 bilhão (aumento de 61,66% na comparação com o ano anterior), ultrapassando o setor da pecuária, que teve um VBP de R$ 1,4 bilhão (+4,11%) em 2021. Já as cadeias produtivas da olericultura, floricultura, fruticultura, silvicultura, somadas, tiveram um valor bruto de R$ 1,2 bilhão em 2021 (+33,25%).

A soja e o milho representam 80,6% da área plantada total de 161.310 hectares das grandes culturas. Os dados representam o potencial econômico do setor agropecuário do Distrito Federal e como a assistência técnica e a extensão rural dão resultado na vida das pessoas do campo, em especial na dos pequenos produtores e agricultores familiares. Como braço do governo no campo, a Emater-DF trabalha na qualificação do trabalho rural, auxiliando os produtores com gestão, assistência técnica e levando conhecimento e acesso a políticas públicas ao meio rural.

*Com informações da Emater-DF