Governo do Distrito Federal
16/12/22 às 14h08 - Atualizado em 16/12/22 às 14h08

Avenida Paranoá é reformada e cidade vai ganhar um segundo viaduto

Anúncio foi feito pelo governador Ibaneis Rocha; investimentos do GDF na região somam R$ 65 milhões

Ian Ferraz, da Agência Brasília I Edição: Débora Cronemberger

Principal ponto comercial por onde passam diariamente 10 mil pessoas, a Avenida Paranoá está de cara nova após ganhar uma reforma em seus 2,7 km de extensão. O local passou por melhorias nas calçadas, estacionamentos, drenagem e ciclovia, com os R$ 20 milhões investidos pelo Governo do Distrito Federal (GDF). E não vai parar por aí. Nesta sexta-feira (16), o governador Ibaneis Rocha esteve na avenida para a entrega da obra e anunciou que um segundo viaduto será construído na região administrativa.

Antes com desníveis nas calçadas, a Avenida Paranoá agora privilegia o pedestre e a mobilidade. Os passeios têm três metros de largura, feitos de bloquetes, que são mais eficientes para a drenagem – bem diferente de quando os pedestres precisavam disputar espaço com os veículos. Os estacionamentos, agora com 844 vagas, também foram remodelados, trazendo ordem ao espaço, especialmente nos dias de grande movimento.

 

Reforma na Avenida Paranoá priorizou a segurança e a acessibilidade do pedestre, com pisos podotáteis e rampas | Fotos: Tony Oliveira/Agência Brasília

Outro destaque da reforma é o plantio de árvores de espécies como ipê, areca, pata-de-vaca e pau-ferro. A ciclovia de 2,5 km que corta o canteiro central foi preservada e totalmente revitalizada, enquanto as paradas de ônibus foram alinhadas à calçada e contam com rampas e pisos podotáteis.

Em seu discurso, o governador Ibaneis Rocha destacou benfeitorias para os mais de 69 mil moradores da cidade e confirmou a reforma da Feira do Paranoá e a construção de um segundo viaduto. “Vamos agora trocar o asfalto e fazer baias de ônibus para que tenha o melhor trânsito dentro da avenida. Estamos construindo um viaduto na interseção com o Itapoã, entregamos a pavimentação da DF-250 e vamos fazer um segundo viaduto aqui na entrada da Avenida Paranoá”, detalhou.

Comércio agradece

Comércio do Paranoá é preferido pelos moradores da cidade para gastos com alimentação, higiene, limpeza, materiais de construção, entre outros

O comércio local também passa a ser uma opção mais agradável aos moradores de todo o DF, mas principalmente das cidades próximas ao Paranoá, como São Sebastião, Itapoã e Jardim Botânico. Somadas, as quatro reúnem mais de 300 mil moradores.

Outra característica do Paranoá é que pelo menos 3/4 dos moradores do Paranoá priorizam a própria cidade para gastos com alimentação, higiene e limpeza; eletrodomésticos; materiais de construção ou manutenção; e serviços em geral. Os dados são da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad) 2021 feita pelo Instituto de Pesquisa e Estatística do DF (IPEDF), antiga Codeplan, e mostram um caminho para o comércio se desenvolver ainda mais.

Quem já está instalado na região comemora a obra. É o caso da comerciante Luana Zilda, que vende hortifrutigranjeiros. “Ficou muito legal. A passagem está ótima para as pessoas transitarem, principalmente idosos e crianças e pessoas com dificuldade de locomoção, que antes tinham dificuldade para transitar”, comenta.

Opinião semelhante tem o administrador Júnior Carvalho, atento à circulação na cidade. “Se você passar durante todo o dia aqui, vai ver que a avenida é movimentada. Aqui passam mais de dez mil pessoas diariamente, a economia é pujante”, observa.

Asfalto novo

Com a entrega da obra, o GDF mira uma última etapa, a de pavimentação. A reforma do asfalto de toda a via será feita assim que as chuvas pararem, segundo o secretário de Obras, Luciano Carvalho. “Essa é mais uma obra importante de requalificação urbana onde o principal propósito é a acessibilidade. Temos uma segunda etapa que é pavimentação, onde todo o asfalto será substituído”, explica o titular da pasta responsável pelo serviço no Paranoá.

A reforma da avenida se soma a outros investimentos na região, na ordem de R$ 65 milhões. É o caso da duplicação da BR-250, do viaduto em construção ligando o Paranoá ao Itapoã, da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Paranoá Parque já entregues e da Escola Técnica, também em construção.