Governo do Distrito Federal
7/03/22 às 9h29 - Atualizado em 7/03/22 às 9h29

Acessos ao Cruzeiro ganham 2,7 mil flores

Mudas de camomila e zínia foram plantadas em locais estratégicos da região e, em cerca de dois meses, devem florescer e colorir os canteiros

As vias de acesso ao Cruzeiro ganharão mais vida e cor. Fruto de um trabalho conjunto do programa GDF Presente, da Novacap e da Administração Regional, 2,7 mil mudas foram plantadas em cinco pontos da região administrativa. Em cerca de dois meses, flores tomarão o lugar da grama rala e de espaços de terra.

Canteiros começam a ter a terra preparada para o plantio | Fotos: Divulgação/GDF Presente

Exemplares de camomila e zínia de várias cores começaram a ser plantados antes do Carnaval. Dois caminhões do Polo Central do programa retiraram as mudas e o adubo necessário do Viveiro 1 da Novacap, localizado no Park Way. Coube a uma equipe de dez operários da administração local e reeducandos da Funap, órgão ligado à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), preparar o terreno.

“Essa iniciativa se deu há 15 dias. Procuramos o Departamento de Parques e Jardins (DPJ) da companhia. Eles nos cederam as mudas e mandaram um funcionário para ensinar o nosso pessoal a plantar”, explica o administrador do Cruzeiro, Luiz Pessoa. “Brasília é uma cidade alegre e florida, e o Cruzeiro não pode ficar para trás.”

Entradas ornamentadas

Locais estratégicos do bairro serão ornamentados, lembra Pessoa. Dois canteiros estão às margens da Epia, no fim da Avenida das Mangueiras, enquanto outro fica no balão de entrada próximo ao Sudoeste e dois próximos à 3ª Delegacia de Polícia. Na prática, são as “portas de entrada” do Cruzeiro.

Feirante e moradora do Cruzeiro Velho há dez anos, Ana Carla Guimarães, 42 anos, gostou da iniciativa. Como trabalha na Feira Permanente, poderá conferir dois viveiros que estão próximos. “Adoro flor. Eu ando por Brasília toda, faço entregas e a gente vê tantos balões lindos”, conta. “A planta traz vida, deixa tudo mais colorido. Nosso bairro estava precisando”.

Equipes fazem a limpeza para garantir que, em breve, novas flores brotem no local

Um caminhão-pipa se encarregará de regar as mudas, que deverão florescer em cerca de dois meses. “Além do plantio, também estamos cuidando das áreas verdes da região. Todo o gramado da rua das mangueiras foi aparado”, informa o coordenador do Polo Central, Carlos Alberto Alves. “Fizemos ainda a roçagem e a capina nas quadras próximas. Estamos nas ruas para manter a cidade bem-cuidada”.

Rafael Secunho, da Agência Brasília | Edição: Claudio Fernandes